Por que o amor é tão importante em sua vida?

Ação das Edições CNBB promove Campanha enfatizando o valor do amor

| 1099 visitas

Thacio Siqueira

BRASILIA, quarta-feira, 13 de junho de 2012 (ZENIT.org) - Desde o dia 5 até 18 de junho as Edições CNBB promove em www.facebook.com/cnbbedicoes uma Campanha enfatizando o valor do amor.

Para participar é só entrar na página da Editora no Facebook, compartilhar em seu mural a imagem do banner respondendo: “Por que o amor é tão importante em sua vida?”. As três melhores frases ganharão um DVD do filme “Bella” e um exemplar da Carta Encíclica “Deus Caritas est” (sobre o amor cristão) do Papa Bento XVI, para crescer na compreensão do verdadeiro amor.

"É uma campanha aberta a qualquer público com acesso às nossas redes sociais, com o objetivo de apoiar a reflexão sobre a vida”, disse a ZENIT a Coordenadora de Marketing das Edições, Carolina Garcia.

A mesma escolha do filme “Bella” é porque “é um filme que fala do amor à vida, do amor mais puro que existe”, continou, pois “conta a história de uma jovem camareira solteira, moradora da cidade Nova York; que ao engravidar perde o emprego e luta contra a decisão de conservar ou não a vida do bebê. Enquanto isso, conhece um chef de cozinha latino , que sofreu uma tragédia no passado, e ele é a única pessoa em sua vida que realmente se preocupa com ela. Durante o desenvolver do filme a tomada de decisão (abortar ou não) mudará a vida de ambos”.

O segundo prêmio será uma encíclica do Papa, Deus Caritas Est. Ao ser perguntada por ZENIT o motivo da escolha desse prêmio Carolina Garcia respondeu: “Porque nesta primeira encíclica do papa Bento XVI, os temas ‘Deus’, ‘Cristo’ e ‘Amor’ se fundem, como guia central da fé cristã”.

A responsável de Marketing disse que as Edições CNBB viram que essa encíclica “quer mostrar a humanidade da fé, da qual faz parte o “eros”, o “sim” do homem, a sua corporeidade criada por Deus, um “sim” que no matrimônio indissolúvel entre o homem e a mulher encontra sua raiz na criação”, e continuou dizendo que nesse homem “O ‘eros’ transforma-se em ‘ágape’, o amor pelo outro que já não busca a si mesmo, mas que se converte em preocupação com o outro, disponibilidade a sacrificar-se por ele e abertura ao dom de uma nova vida humana”.

Carolina concluiu falando que “O ‘ágape’ cristão, o amor pelo próximo no seguimento de Cristo não é algo alheio, posto de um lado ou que inclusive vá contra o ‘eros’; pelo contrário, com o sacrifício que Cristo fez de si mesmo pelo homem, ofereceu uma nova dimensão que, na história da entrega caritativa dos cristãos aos pobres e aos que sofrem, foi-se desenvolvendo cada vez mais”.

Maiores informações: www.facebook.com/cnbbedicoes