Portugal: 3 anos do falecimento da última vidente de Fátima

Carmelo de Coimbra homenageia Ir. Lúcia com celebração especial

| 1294 visitas

Por José Caetano

COIMBRA, quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008 (ZENIT.org).- Hoje, iniciou-se o dia no Carmelo de Coimbra com uma celebração eucarística especial para marcar os três anos do falecimento da Ir. Lúcia, última dos três videntes de Fátima a falecer, celebrada pelo padre geral da Congregação na cela onde a freira viveu seus últimos dias.

O cardeal Saraiva Martins, prefeito da Congregação vaticana para a Causa dos Santos, celebrou uma missa na Igreja do Carmelo. Segundo informou a agência de notícias Ecclesia, da Conferência Episcopal Portuguesa, a vinda do cardeal estaria relacionada com novos andamentos no processo de beatificação da vidente portuguesa.

A Ir. Lúcia de Jesus dos Santos nasceu em 22 de março de 1907, na localidade de Aljustrel, próxima a Fátima. Aos 10 anos, ela e seus primos, Jacinta e Francisco Marto – ambos já beatificados e cujo processo de canonização está na fase final – receberam a primeira aparição de Nossa Senhora, na Cova da Iria, em 1917. Em 1948 ingressou no Carmelo de Santa Teresa, em Coimbra, assumindo o nome de Ir. Maria Lúcia de Jesus e do Coração Imaculado.

Lúcia morreu em 19 de fevereiro de 2005, aos 97, e em 19 de Fevereiro de 2006 o seu corpo foi trasladado para a Basílica do Santuário de Fátima, onde foi sepultado ao lado da sua prima, a vidente Beata Jacinta Marto.

Na visita do cardeal português Saraiva Martins ao Carmelo de Coimbra, foi anunciada a antecipação da abertura do processo de beatificação de Ir. Lúcia, com a dispensa papal ao prazo normal de cinco anos do falecimento de uma pessoa para que se inicie o processo de beatificação.