Portugal celebra o XI Congresso Nacional das Misericórdias

Encontro discute desafios para a economia social

Brasília, (Zenit.org) Lilian da Paz | 383 visitas

Começa nesta quinta-feira, 29 de maio, o XI Congresso Nacional das Misericórdias, em Évora, Portugal. O evento vai reunir as Santas Casas de Misericórdia de todo o país até o próximo sábado, 31 de maio, para discutir o tema central Economia Social - Esperança para os desafios do futuro.

Mais de 500 participantes já estão confirmados, entre eles diversos representantes das Santas Casas brasileiras e dirigentes da Confederação das Misericórdias do Brasil. Entre os assuntos tratados estão as demandas ligadas ao atendimento de qualidade, gestão e financiamento, economia social, sustentabilidade e apoio às crianças em perigo na sociedade portuguesa.

O evento será aberto pelo primeiro ministro de Portugal, Pedro Passos Coelho, e encerrado pelo ministro da Solidariedade, Emprego e Segurança Social, Pedro Mota Soares. Também estarão presentes dom Manuel Clemente, patriarca de Lisboa, e dom José Alves, arcebispo de Évora.

O Congresso é promovido pela União das Misericórdias Portuguesas, organismo que tem a missão de levar, pelo atendimento social, as 14 obras de misericórdia (corporais e espirituais) ao mundo. Os trabalhos são desenvolvidos nas áreas da terceira idade, saúde, infância e juventude, combate à pobreza e salvaguarda da própria cultura e patrimônio.

Por meio da União, as Obras de Misericórdias estão presentes em 11 países, além de Portugal: Angola, Brasil, Espanha, França, Itália, Luxemburgo, México, Moçambique, Ucrânia, Macau e São Tomé e Príncipe.   

No Brasil, as Obras de Misericórdia estão presentes em quase metade dos estados brasileiros, por meio das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos que compõem um quadro  mensal de 2,1 mil entidades responsáveis por mais de 50% dos leitos hospitalares no país, 37,4 % das internações no Sistema Único de Saúde (SUS) e quase 10 milhões de atendimentos em ambulatório, com 1 milhão de consultas e 250 mil exames complementares.

Em Portugal, são atendidos diariamente 58 mil idosos, 42 mil crianças, 1,7 mil crianças e jovens em risco e perigo. No apoio à família e à comunidade, as Misericórdias auxiliam cerca de 40 mil pessoas.

O que são as Obras de Misericórdias?

As Obras de Misericórdia, baseadas na Sagrada Escritura e na Tradição da Igreja, são as ações de caridade em socorro corporal e espiritual ao próximo. São 14 ao total.

Obras corporais

1 - Dar de comer a quem tem fome

2 - Dar de beber a quem tem sede

3 - Vestir os nus

4 - Dar pousada aos peregrinos

5 - Assistir aos enfermos

6 - Visitar os presos

7 - Enterrar os mortos

Obras espirituais

1 - Dar bom conselho

2 - Ensinar os ignorantes

3 - Corrigir os que erram

4 - Consolar os aflitos

5 - Perdoar as injúrias

6 - Sofrer com paciência as fraquezas do nosso próximo

7 - Rogar a Deus por vivos e defuntos