Pregar a Jesus nos passos de Dom Bosco

A celebração da 25 ª Jornada Missionária Salesiana

| 1003 visitas

Por Eugenio Fizzotti

ROMA, terça - feira 17 de janeiro de 2012 (ZENIT.org) .- "A proclamação de Jesus Cristo pode ser atuada de modo muito eficaz por meio da narração da sua história terrena, como faz o Evangelho”. Este é o ponto de partida, tirado da Exortação Apostólica pós-sinodal "Ecclesia in Asia" de João Paulo II, da mensagem que Don Klement Vaclav, que conselheiro geral para as Missões Salesianas, enviou a todos os irmãos do mundo tendo em vista o Dia da Jornada Missionária Salesiana 2012 para a qual não há uma data fixa, mas a escolha é feita por cada Inspetoria em relação às suas próprias atividades, especialmente porque não se trata de um evento isolado, nem de uma atividade ocasional, mas de um itinerário educativo e pastoral de algumas semanas, ou de diversas iniciativas ao longo do ano, das quais a Jornada constitui o ponto culminante.

Agradável e oportuno é o convite para "ser discípulos de Cristo, evangelizados, antes de se tornar apóstolos, evangelizadores e a continuar a narrativa da presença missionária na Congregação, que está localizada no coração da missão da Igreja".

Inserida no coração da Igreja universal 25ª Jornada Missionária Salesiana, Pe. Klement Vaclav, "é uma oportunidade para crescer nos passos de Don Bosco Santo - educador, comunicador, pastor e missionário, e de pregar Jesus aos jovens nos encontros educacionais, nas pequenas comunidades cristãs, através da rádio, TV, Internet, redes sociais ou por meio do blog, através do teatro ou música. A criatividade dos grandes missionários nos mostra todos os modos tipicamente salesianos para comunicar a fé entre os não cristãos. As jovens Igrejas da Ásia, muitas delas com uma história de apenas algumas décadas da primeira evangelização, nos inspiram com a sua dinamicidade ao pregar a Jesus".

Tendo em conta de que a nível mundial estão se preparando para celebrar o bicentenário do nascimento de Dom Bosco (16 de agosto de 1815), os salesianos estão sentindo o chamado para "redescobrir suas grandes inspirações, as suas motivações mais profundas, suas escolhas corajosas e, acima de tudo seu espírito missionário. E assim reviver e manter vivo o fogo missionário, que é uma dimensão essencial da vocação salesiana. "

Com grande realismo o conselheiro para as Missões reconhece que, estando em um tempo no qual “há grandes necessidades, mas uma escassez numérica dos Salesianos" há o risco real de que "os irmãos ou uma Inspetoria se fechem dentro do próprio território porque ir além, com um sentido missionário, exigiria uma nova força que não existe. Mas o fechamento, consequentemente, também apaga o zelo apostólico e o entusiasmo pela vida salesiana que é percebido pelos jovens, sobretudo por aqueles que fazem o discernimento vocacional conosco”.

É por isso que desde 1988, quando se celebrou o primeiro centenário da morte de Dom Bosco, "a cada ano um tema missionário é proposto a toda a Congregação, de modo que todas as comunidades salesianas possam conhecer uma realidade missionária de um continente específico, e assim abrir os olhos para novas realidades missionárias, vencer qualquer tentação de fechar-se dentro de seu território e lembrar o espírito universal do carisma salesiano e vivê-lo plenamente inseridos no coração da Igreja universal. "

A celebração da Jornada Missionária Salesiana é, portanto, um momento forte na animação missionária dos Salesianos nas Províncias e nas casas, daqueles que freqüentam suas escolas, os centros de formação profissional, as paróquias, oratórios, grupos de jovens, e os membros da Família Salesiana (cooperadores, ex-alunos, Filhas de Maria Auxiliadora, outras comunidades religiosas femininas fundadas por salesianos), para redescobrir o entusiasmo missionário de Dom Bosco e a vitalidade dinâmica do carisma Salesiano!

(Tradução TS)