Prelado do Opus Dei continua viagem pela América Latina

No Chile e no Brasil, dom Echevarría convidou a rezar sempre pelo papa

Roma, (Zenit.org) Redacao | 319 visitas

Dom Javier Echevarría, bispo da prelatura do Opus Dei, continua a sua viagem pela América Latina. Neste domingo, 18, na Argentina, ele se encontrou com famílias, membros e amigos da prelatura.

Na semana passada, o prelado fez a sua quarta visita ao Chile, onde encorajou mais de dez mil pessoas a acompanharem o papa por meio da oração. “Podemos ajudá-lo [também] com o nosso trabalho e com a nossa alegria”, disse ainda, incentivando todos a ser “mulheres e homens com amplitude de horizontes”. E completou: “Não fiquem encerrados em casa. Que a vida cristã de vocês chegue a todo o mundo e ajude todas as famílias”.

O prelado do Opus Dei abençoou em Santiago a futura Clínica Universitária de Los Andes e se reuniu com um grupo de duas mil pessoas, entre alunos, autoridades, professores e pessoal administrativo. Echevarría agradeceu a eles pela oportunidade de estar novamente junto com essa "grande família universitária e nessa terra linda, que me traz tantas lembranças de São Josemaría".

No encontro com a comunidade da Universidade de Los Andes, o bispo reiterou o seu pedido de orações pelo papa e enfatizou: “Não se esqueçam de rezar por ele todos os dias!”.

Na viagem pela América Latina, Echevarría esteve também no Brasil. No Rio de Janeiro, no final de julho, ele esteve com seis mil jovens que participaram da Jornada Mundial da Juventude, num encontro realizado no Centro de Convenções Sul América.

Echevarría os convidou a rezar diariamente pelo papa Francisco e pelas suas intenções. Conversou com eles também sobre o valor da amizade, a importância da confissão, o sentido do pudor e sobre como e quando descobrir a própria vocação. Sobre o sacramento da reconciliação, afirmou: “A confissão é como um remédio. Quando você tem dor de cabeça, toma uma aspirina, mesmo sabendo que ela pode voltar dentro de três dias. Uma coisa parecida acontece na confissão: sempre vale a pena recorrer a este sacramento”.

Numa carta pastoral de julho, o prelado do Opus Dei anunciou a viagem e o desejo de visitar o Chile e o Uruguai. "Tenho o propósito de repetir pessoalmente às minhas filhas e filhos, e às demais pessoas que se beneficiam do trabalho da prelatura, que a Igreja espera muito de todos. Que o papa Francisco, como os pontífices romanos anteriores, se apoia em todos e em cada um para difundir a mensagem de Cristo no mundo inteiro”.