Prêmio Bravo! de música para Pablo Colino e Valentí Miserach

A Igreja reconhece o trabalho dos mestres de capela de duas basílicas romanas

| 725 visitas

Por N.S.M.

MADRI, terça-feira, 30 de outubro de 2012 (ZENIT.org) - Pablo Colino e Valentí Miserach, mestres de capela das basílicas papais de São Pedro e Santa Maria Maior, em Roma, foram premiados pela Conferência Episcopal Espanhola com o prêmio “Bravo!” 2012 de Música.

O júri nomeado pela Comissão Episcopal de Meios de Comunicação Social (CEMCS), formado em Madrid no dia 24 de outubro de 2012, concedeu os “Prêmios Bravo!” que concede anualmente a CEMCS, com a finalidade de “reconhecer por parte da Igreja o trabalho meritório de todos aqueles profissionais da comunicação, nos diversos meios, que se destacaram pelo serviço à dignidade do homem, dos direitos humanos e dos valores evangélicos”, como  se lê no regulamento do prêmio.

O júri decidiu dar este ano os seguintes Prémios “Bravo!”: Especiais, Caritas Espanhola; Imprensa, Ignacio Camacho, Rádio, Javi Nieves; Televisão, Jordi Hurtado por Saber e Ganar, da TVE2, um programa-concurso de alto nível, um dos mais assistidos no horário de sobremesa da segunda rede de televisão pública espanhola; Cinema: Maktub, dirigido por Paco Arango; Música, Pablo Colino e Valentí Miserach, mestre de capela das basílicas papais de São Pedro e Santa Maria Maior, em Roma; Novas Tecnologias, Centro de Estudos Universitários (CEU) Media; Trabalho Diocesano nos Meios de Comunicação, Programa religioso da Rede de Ondas Populares da Espanha (COPE) de Teruel, realizado por jovens e adolescentes; Publicidade, Atitude Azul, campanha da empresa de energia ENDESA, focada nas histórias de quatro pessoas que demonstram que, com trabalho, as coisas se fazem realidade: sonhos, valores e iniciativas, e que são “rediferentes” porque usaram a internet e as redes sociais para difundí-los.

Como é sabido, esta agência recebeu o prêmio “Bravo!” das  Novas Tecnologias, em 2004, com a seguinte motivação: "A Agência Zenit, por ter conseguido aproveitar de modo excelente a contribuição da tecnologia informática, especialmente internet, para colocá-la a serviço da comunicação social, sobretudo da informação religiosa, conseguindo assim fazer chegar a vida e pensamento da Igreja a vários meios de comunicação e a centenas de milhares de pessoas em todo o mundo”.

O júri para a entrega destes “Prêmios Bravo!” 2012 foi composto por mons. Joan Enric Vives i Sicilia, arcebispo de Urgell e membro da CEMCS, que atuou como presidente; sendo membros: Carlos Granados, diretor da Biblioteca de Autores Cristãos (BAC); Fernando Martínez Vallvey, reitor da Faculdade de Comunicação da Universidade Pontifícia de Salamanca, Rafael Ortega, jornalista e presidente da União de informadores e Jornalistas da Espanha (UCIP-E); Jesús de las Heras, jornalista e diretor da revista Ecclesia; José Luis Restán, diretor geral dos conteúdos da Rede COPE; Isidro Catela, jornalista e diretor do Escritório de informação da Conferência Episcopal Espanhola; Juan Orellana, crítico de Cinema e diretor do Departamento de Cinema da CEMCS; e José Gabriel Vera Beorlegui, jornalista e diretor do Secretariado da CEMCS, que atuou como Secretário do Júri.

(Trad.TS)