Prêmio Cáritas ao idealizador do Empresariado Social na Educação de Bangladesh

O professor Muhammad de Bangladesh recebe o prêmio na Suíça

| 1423 visitas

Por Nieves San Martín

LUCERNA, segunda-feira, 8 de junho de 2009 (ZENIT.org).- O professor Ibrahim Muhammad de Bangladesh recebeu no dia 5 de junho, na Suíça, o Prêmio Cáritas 2009 para a humanidade, por seu trabalho educativo. 

Cerca de 700 pessoas aplaudiram nesta sexta-feira ao professor Ibrahim Muhammad, de Bangladesh, premiado com o Prêmio Cáritas 2009 para a humanidade, durante uma cerimônia solene no Centro de Cultura e de Congressos de Lucerna, Suíça. 

Este professor de física de 64 anos, de óculos, cabelos longos e grande otimismo, ensina na Universidade de Daca, a capital de um dos países mais pobres do mundo. 

O prêmio, de dez mil francos, foi-lhe concedido por ter criado em seu país um “sistema de educação de vanguarda que se baseia no princípio do empresariado social”. Trabalha há trinta anos em sua organização “Centre for Mass Education and Science” (CMES). 

O sistema de educação iniciado pelo físico “combina estreitamente a formação e a qualificação profissional”. 

Os alunos recebem uma formação de base, cursos de desenvolvimento da personalidade e uma formação profissional que lhes permitem em seguida fundar sua própria empresa. 

Sua contribuição educativa é uma resposta à falta de possibilidades de formação e a escassez de oportunidades oferecidas às crianças e aos jovens de seu país. 

Muitas crianças de Bangladesh abandonam prematuramente o ensino primário ou não estão escolarizados de nenhuma forma. Atualmente, cerca de 30 mil crianças frequentam os centros fundados por Ibrahim Muhammad.

Durante a cerimônia de entrega, a conselheira nacional Barbara Schmid-Federer prestou homenagem ao compromisso assumido há várias décadas pelo premiado em favor da formação das crianças e jovens desfavorecidos. Ibrahim Muhammad investirá o dinheiro do prêmio em um projeto de formação profissional. 

O doutor em física premiado é também presidente da sociedade para a energia solar de Bangladesh, assim como especialista próximo de organizações internacionais da ONU, como o Programa Alimentar Mundial ou a Unesco. 

A conselheira nacional Barbara Shmid-Federer destacou que o Prêmio Cáritas era uma distinção merecida por Ibrahim Muhammad. Não apenas concretizou o direito à formação, mas se comprometeu também em uma ajuda ao desenvolvimento baseado na igualdade social e a durabilidade.