Presépio e árvore de Natal da Praça de São Pedro

Seus detalhes explicados pelos seus dois responsáveis

| 2709 visitas

CIDADE DO VATICANO, quinta-feira, 24 de dezembro de 2009 (ZENIT.org).- O presépio da Praça de São Pedro, do Vaticano, ocupa uma superfície de aproximadamente 300 metros quadrados, com uma fachada de 25 metros.

As figuras têm grandes dimensões: algumas medem quase 3 metros. “O presépio deve ser bem visível desde o início da Via da Conciliação”, explica a Zenit a arquiteta Barbara Bellano, que se ocupa da grande árvore de Natal e do presépio da Praça de São Pedro.

Tradicionalmente, o presépio é colocado no centro e dos dois lados se recriam duas cenas, mas este ano, a cena do nascimento de Jesus está representada no interior de uma gruta colocada nas proximidades da cidade.

“Nesta ocasião – explica Bellano – para a cena da direita, nós nos inspiramos em algumas passagens da vida de Jesus que se desenvolvem às margens do lago Tiberíades.”

À esquerda, está representada uma cena relacionada com os pastores e a vida familiar.

Os arroios e o fogo estão presentes na cena do nascimento: “Água e fogo são símbolos tradicionais que cada ano queremos voltar a propor”, indica Bellano.

A apresentação se complementa com uma série de personagens, cerca de 15, e proporções majestosas, feitas de papel machê.

A arquiteta explica que a preparação do projeto do presépio começa geralmente após as férias do verão boreal, com os esboços, ainda que o trabalho real comece depois da festa de Todos os Santos.

O presépio da Praça de São Pedro será descoberto na noite do dia 24. O Papa deverá colocar uma luz em sua janela, como todos os anos.

Além disso, no dia 31 de dezembro à noite, depois do Te Deum, realizará uma breve visita ao presépio.

Por outro lado, a árvore de Natal procede da localidade termal belga de Spa. tMe 90 anos e mede cerca de 30 metros de altura, tem um diâmetro de 7 metros e pesa 30 toneladas.

O responsável de projetos do governo do Vaticano, o arquiteto Giuseppe Facchini, explica que já há uma lista de espera de países que querem doar a árvore de Natal do Vaticano.

Nesta ocasião, o abeto chegou da Bélgica no dia 4 de dezembro com um transporte especial, que teve de superar alguns problemas devido à neve dos Alpes. Os técnicos do Vaticano a decoraram com cerca de 2 mil bolas de Natal.

Esta árvore já ia ser cortada, com outras do mesmo bosque, para permitir o crescimento de outras árvores e plantas próximas.

Sua madeira será utilizada também para fazer esculturas que serão vendidas para arrecadar dinheiro para os pobres, explica Facchini.

Junto à majestosa árvore, a Bélgica ofereceu outros 40 abetos menores para a decoração natalina dos aposentos do Papa, da Sala Clementina e dos escritórios da Cúria.