Presidente da Conferência Episcopal recorda “lucidez” de Dom Armindo Lopes Coelho

Dom Jorge Ortiga recorda papel desempenhado pelo falecido bispo ao serviço da Igreja em Portugal

| 859 visitas

PORTO, quarta-feira, 29 de setembro de 2010 (ZENIT.org) - O presidente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), Dom Jorge Ortiga, destaca a "lucidez, perspicácia e pertinência" de Dom Armindo Lopes Coelho, falecido hoje, 29 de setembro.

Em declarações à Agência ECCLESIA, o arcebispo de Braga fala de uma "grande perda para a Igreja", afirmando que Dom Armindo Lopes Coelho era "um homem de grande intelectualidade e com grande visão dos problemas".

O bispo emérito do Porto, diocese que dirigiu entre 1997 e 2007, morreu em Ermesinde, na "Casa da Mão Poderosa".

Seus restos mortais estarão na Sé do Porto a partir desta tarde, sendo celebrada Missa Exequial amanhã, quinta-feira, às 16h.

Dom Jorge Ortiga recorda o papel desempenhado por Dom Armindo Lopes Coelho, tanto nas dioceses por onde passou como na Conferência Episcopal Portuguesa.

Possuidor de "grande sensibilidade", o bispo emérito do Porto era "amigo dos seus pares", sublinha, frisando ainda o seu senso de "humor apurado".

Para o presidente da CEP, Dom Armindo Lopes Coelho sabia "ver o lado positivo de muitas situações" e "no meio duma discussão mais calorosa surgia a sua opinião, que dava outro sentido e ajudava a solucionar alguns problemas".

(Com Agência Ecclesia)