Presidente do episcopado de Portugal pede mais empenho pela justiça social

Dom Jorge Ortiga presidiu peregrinação aniversária em Fátima

| 353 visitas

FÁTIMA, domingo, 15 de julho de 2007 (ZENIT.org).- O presidente da Conferência Episcopal Portuguesa, Dom Jorge Ortiga, pediu essa sexta-feira, em Fátima, maior empenho de todos na construção da justiça social.



Segundo informa Agência Ecclesia, na homilia da peregrinação internacional aniversária no Santuário de Fátima, o presidente da Conferência Episcopal Portuguesa sublinhou --recordando o Papa João XXIII-- que a paz que «nós procuramos é fruto da justiça». Aos peregrinos pediu que sejam realizadores da «justiça, igualdade, fraternidade».

A Peregrinação Internacional Aniversária dos 90 anos da terceira aparição de Nossa Senhora em Fátima foi presidida pelo arcebispo de Braga e teve como tema «Jesus Cristo, o Rosto da Misericórdia». Na homilia, o prelado realça que Deus quer que a misericórdia «seja empenho concreto para transformarmos este mundo».

Ao olhar para a sociedade contemporânea, o presidente da celebração sente uma «viragem laicista que de uma forma camuflada ou aberta procura afastar Deus da história e da vida dos homens e do percurso coletivo do nosso país».

Perante este cenário laicista, Dom Jorge Ortiga pede um maior empenho na «afirmação da primazia de Deus e vos valores evangélicos».

«Só assim se pode construir uma sociedade mais justa e com condições de vida mais digna para todos os cidadãos», afirma.

Na sua homilia Dom Jorge Ortiga pediu aos peregrinos que levassem «um apelo de querer conhecer a Doutrina Social da Igreja, alicerçada na justiça, igualdade e fraternidade».

A Doutrina Social da Igreja pode inspirar uma «intervenção social à altura dos presentes desafios e das ricas propostas do pensamento da Igreja», disse.

Segundo o arcebispo, «não podemos assistir passivamente àquilo que os outros constroem». Ao ouvirem a palavra, os cristãos devem colocá-la em prática. «Só assim mudamos de vida».