Primeira «Comunidade Nova» do Brasil, Shalom completa 25 anos

Nascida no espírito da Renovação Carismática, já se estendeu a mais sete países

| 823 visitas

FORTALEZA, segunda-feira, 9 de julho de 2007 (ZENIT.org).- Reconhecida pela Igreja Católica em março passado como Associação Privada de Fiéis, ganhando o status de primeira «Comunidade Nova» oficial do Brasil, Shalom completa esta segunda-feira 25 anos.



Radicada em Fortaleza (Estado do Ceará, nordeste do país), a Comunidade nasceu no início dos anos 80, no espírito da Renovação Carismática Católica. Tudo começou quando um grupo de jovens da Renovação decidiu transformar uma lanchonete em um meio de atração de outros jovens para Deus.

Segundo o fundador, Moysés Louro de Azevedo, narra no site da Comunidade, em seus inícios, «dia após dia víamos a mão de Deus ao nosso lado, fazendo surgirem donativos que, como um milagre, iam concretizando o sonho da "Lanchonete do Senhor" e nos serviam como sinal de que estávamos no centro de Sua vontade».

No dia 9 de junho de 1982, era inaugurado o Centro de Evangelização Shalom: «uma lanchonete e uma livraria que tinham por missão evangelizar os jovens que para ali se dirigissem para lanchar, buscar aconselhamento, ajuda ou consolo», afirma.

Hoje a Comunidade tem centenas de grupos de oração espalhados em suas mais de sessenta missões no Brasil e em mais sete países no exterior (França, Canadá, Itália, Israel, Argélia, Madagascar e Suíça).

Multiplicaram-se os Grupos de Oração, os Centros de Evangelização e os Centros de Formação. Surgiram ações e serviços evangelizadores no mundo das comunicações, das artes, do trabalho e da promoção humana.

«Foram criados projetos evangelizadores e formativos para a juventude e a família. Foram estruturados novos ministérios e serviços apostólicos. Todas estas ações visavam à "Nova Evangelização", sempre buscando os novos meios, novos métodos e novo ardor com a criatividade própria que o Espírito nos concede», afirma Moysés.

A pedido dos bispos, em cada lugar Shalom promove eventos evangelizadores de grande e pequeno porte, dedicando-se a estes grupos e a cursos e retiros de formação catequética e cristã.

Integram-se na Comunidade celibatários, casais, sacerdotes, pessoas em discernimento do seu estado de vida, homens e mulheres, jovens e adultos. Todos unidos por uma consagração de vida, na pobreza, obediência e castidade, segundo o estado que o Senhor chamar.

Festividades
As comemorações do Jubileu de Prata começaram na sexta-feira, no Shalom da Paz, em Fortaleza, com a presença de 2500 pessoas. A noite foi marcada pela abertura da exposição de fotos «Nova Primavera», o lançamento da edição especial da revista Shalom Maná e do selo comemorativo do Jubileu.

No sábado, também no Shalom da Paz, foi celebrada a Missa da Juventude no fim de tarde, e logo após aconteceu uma mesa-redonda com a participação de Moysés Azevedo.

Já nesse domingo, os membros da Comunidade participaram da missa dominical às 17 horas, presidida pelo arcebispo de São Paulo, Dom Odilo Scherer. Depois da celebração eucarística, foi inaugurada a placa em homenagem aos 25 anos do Shalom.

Esta segunda-feira é a celebração oficial do aniversário. A partir do início da noite, no Ginásio Paulo Sarasate, o Ministério das Artes da Comunidade apresenta o espetáculo «A Resposta» (show que foi apresentado em Roma por ocasião do Reconhecimento Pontifício da Comunidade).

Celebra-se também uma Missa Solene em Ação de Graças pelos 25 anos. Na ocasião, estarão presentes membros das diversas sedes do Shalom no Brasil e no mundo, além de autoridades religiosas e civis.