Primeiro dia do Papa em férias

Serenidade é a prioridade, explica bispo de Bressanone

| 970 visitas

CIDADE DO VATICANO, terça-feira, 29 de julho de 2009 (ZENIT.org).- Bento XVI desfrutou esta terça-feira de seu primeiro dia completo em férias de verão, transcorrido no seminário maior de Bressanone e seu parque.

Nessa segunda-feira, o pontífice recebeu seu irmão mais velho, monsenhor Georg, com quem transcorrerá estes dias, como já havia feito em outras ocasiões neste edifício do ano 1050, quando ainda era cardeal.

O bispo de Bolzano-Bressanone, Dom Wilhelm Emil Egger, teve um encontro com os jornalistas para explicar que o Papa «reza, descansa, estuda, toca piano, lê os jornais...».

O prelado reconheceu que recebeu centenas e centenas de pedidos de pessoas que pedem um encontro com o Papa, mas ele responde: «Sou o custódio do descanso do Santo Padre», acrescentando que tem de cumprir bem esta tarefa.

Dom Egger não quis anunciar eventuais lugares de passeio do Santo Padre pelos bosques ou povoados de Alto Adige, para evitar curiosos.

«Eu não sei nada. Mas se algo fosse dito, o Papa não conseguiria nem sequer caminhar pela rua por causa da multidão. É preciso proteger sua intimidade», insistiu na coletiva de imprensa. 

Citando Santo Inácio de Antioquia, com humor, disse, «é necessário também aprender com o silêncio de um bispo».

«Aqui ele pode escrever com calma, longe das ocupações de cada dia, e isso também são férias», explicou o bispo.