Primeiro sacerdote salesiano ucraniano rumo aos altares

| 965 visitas

CIDADE DO VATICANO, quarta-feira, 24 de setembro de 2008 (ZENIT.org).- O Sínodo da Igreja Greco-Católica ucraniana, realizado em Lviv de 2 a 9 de Setembro, acolheu o pedido dos Salesianos para iniciar o processo de beatificação e canonização do padre Stepan Czmil, primeiro salesiano sacerdote ucraniano de rito bizantino-ucraniano.

Segundo informa a Agência de Notícias Salesiana (ANS), o padre Czmil, nascido em 1914 em Sudova Vyshnia, na Ucrânia, saiu da sua pátria devido aos problemas religiosos e políticos da Ucrânia. Juntamente com outros jovens, chegou ao aspirantado de Ivrea e, depois de ter feito o noviciado em Villa Moglia, Chieri, o jovem Stepan Czmil emitiu os primeiros votos como salesiano em 1936.

Terminada a formação teológica em Roma, foi ordenado sacerdote em 1945. Tendo ido como missionário para a Argentina, regressou à Itália, tendo sido director do Pontifício seminário menor para rapazes ucranianos da diáspora, de 1961 a 1967, e de 1976 até à data da sua morte, a 22 de Janeiro de 1978.

Cerca de vinte anos após a sua morte, João Paulo II incluiu o nome do padre Stepan Czmil na lista dos bispos e reconheceu a validade da ordenação realizada secretamente no dia 4 de Abril de 1977. O padre Stepan Czmil, juntamente com outros dois sacerdotes, recebeu a ordenação episcopal das mãos do card. Josef Slipij, Metropolita de Leopoli, no mosteiro estudita, no mais absoluto segredo.

O cardeal Lubomir Husar, arcebispo metropolita de Kiev e presidente do Sínodo da Igreja Greco-Católica ucraniana, que conheceu pessoalmente o padre Czmil, testemunha: "o padre Stepan era tão santo, que a sua santidade não chamava a atenção, residia verdadeiramente nele e irradiava à sua maneira, contagiando quem entrava em contaco com ele… Falar da fama de santidade do padre Stepan, é mais que justo e legítimo, porque era mesmo santo!"

Mons. Andriy Sapelak, salesiano, bispo emérito de Santa Maria do Patrocínio em Buenos Aires dos Ucranianos, escreveu: "A beatificação e a canonização do padre Stefano Czmil seria um enriquecimento para a Igreja Ucraniana. Uma pérola no mosaico da santidade do nosso povo porque, através da pessoa do padre Stepan, enriquecer-nos-emos com a santidade de Dom Bosco, que com a sua santidade inspiradora abriu as portas da santidade não só aos religiosos, aos mártires e aos fiéis, mas sobretudo aos jovens, a exemplo do seu jovem aluno de catorze anos Domingos Sávio."