Procurar o Deus de amor e de bondade revelado no Coração de Jesus, indica bispo

D. António dos Santos assinala importância da visita das Relíquias de Santa Margarida

| 1198 visitas

AVEIRO, quarta-feira, 3 de maio de 2009 (ZENIT.org).- O bispo de Aveiro (Portugal), Dom António Francisco dos Santos, indica que, perante a “urgência da paz e a necessidade de amor”, busque-se “o Deus de amor e de bondade revelado no Coração de Jesus”.

No contexto da visita das Relíquias de Santa Margarida Maria Alacoque –inspiradora da devoção ao Sagrado Coração de Jesus– às Dioceses de Portugal, por ocasião das celebrações do Cinquentenário do monumento a Cristo Rei, em Almada, o bispo assinala a importância de se reconhecer e viver o amor que brota do coração de Jesus.

“Que a visita de Santa Margarida Maria, neste mês dedicado ao Coração de Jesus, desperte em cada um de nós e nas comunidades cristãs um aumentado amor a Jesus que no seu coração trespassado nos manifesta o amor de Deus pela Humanidade”, escreve Dom António dos Santos, em nota pastoral divulgada ontem.

“Só os corações simples compreendem o valor de quanto significa saber-se amado e sentir o amor de Deus por nós. Esta descoberta, aparentemente simples, muda a vida de tantas pessoas e transforma o mundo.”

Segundo o bispo, faltam no mundo “corações simples capazes de compreender o mistério deste amor divino que transforma, pela doação e pela generosidade, tantas situações de sofrimento e de injustiça em momentos de paz e de redenção”.

Ser cristão –prossegue Dom António dos Santos– é “ser coração que ama à maneira do Coração de Cristo, que se compadece com os que sofrem, na medida desmedida de quem se dá aos irmãos por amor”.

As Relíquias de Santa Margarida Maria Alacoque estarão à veneração dos fiéis de Aveiro nos dias 10, 11 e 12 deste mês de junho, na Sé, no Seminário de Santa Joana Princesa, no Carmelo de Cristo Redentor e no Seminário do Sagrado Coração de Jesus dos Padres Dehonianos.