Próximo sínodo extraordinário: grande amor do papa pelas famílias

Dom Paglia anuncia a assembleia plenária do Pontifício Conselho para a Família, de 23 a 25 de outubro, em Roma

Roma, (Zenit.org) Rocio Lancho García | 500 visitas

O Pontifício Conselho para a Família terá a sua assembleia plenária de 23 a 25 de outubro. Durante o anúncio do evento, dom Vincenzo Paglia, presidente do dicastério da família, afirmou que a confirmação do próximo sínodo extraordinário dos bispos, agendado para outubro de 2014 e dedicado à família, "representa um grande ato de amor do papa pelas famílias", além de ser uma indicação "para que outras instituições também coloquem a família no coração das suas preocupações". Dom Paglia enfatiza que vivemos um momento paradoxal, em que a família está no ápice dos desejos, mas também enfrenta um contexto de fragilidade e oposição.

Durante a assembleia plenária, os dias 23 e 25 de outubro serão dedicados ao trabalho do Comitê da Presidência, dos membros e dos consultores. No dia 24 haverá um congresso aberto ao público sobre a Carta dos Direitos da Família, com o título "Novos horizontes antropológicos e direitos da família", que contará com a presença dos cardeais Luis Antonio Tagle e John Olorunfemi Onaiyekan. Personalidades de âmbitos como a educação, o direito e a filosofia abordarão temas como o matrimônio, a Carta dos Direitos da Família e a mulher. As sessões serão acompanhadas por um tempo de debate.

A manhã do dia 25 será encerrada pela audiência com o santo padre. À tarde, será apresentada por dom John McIntyre, bispo auxiliar de Filadélfia, o VIII Encontro Mundial das Famílias, que acontecerá naquela cidade dos Estados Unidos entre 22 e 27 de setembro de 2015.

Dom Paglia quis recordar ainda que "a família é o recurso mais importante da humanidade" e "a obra-prima de Deus".  Ele reforçou que estamos diante de uma situação nova em comparação com a de trinta anos atrás, quando foi organizado em Roma o sínodo extraordinário sobre a família: "Foram trinta anos em que mudou muito a cultura, a atitude e os problemas das nossas famílias".