Publicado programa do Encontro de Jovens de Taizé em Genebra

Esperam-se milhares de jovens de várias confissões cristãs no final do ano

| 573 visitas

Por Miriam Díez i Bosch

 

TAIZÉ, quinta-feira, 6 de dezembro de 2007 (ZENIT.org).- A cidade suíça de Genebra acolherá milhares de jovens, de 28 de dezembro a 1º de janeiro, por ocasião do Encontro Europeu de Taizé (www.taize.fr), um encontro ecumênico para jovens de todo o Velho Continente.

No site – em dezenas de línguas – da comunidade de Taizé, já se pode ver o programa com os detalhes para as inscrições e a acolhida.

Famílias, paróquias, grupos e movimentos estão se preparando para receber os jovens na cidade do lago Léman. O programa prevê momentos de oração, de canto, silêncio, encontros, ocasiões de testemunho no estilo da comunidade ecumênica de Taizé, fundada na França em 1940 pelo Irmão Roger.

A Comunidade de Taizé prepara este encontro europeu para «redescobrir a Igreja como fermento de reconciliação na família humana» e para «preparar um porvir de paz muito além dos muros que nos separam».

Os encontros de Taizé pretendem ajudar os jovens a «ser portadores de esperança nos lugares onde vivem».

O programa se abre no dia 28 de dezembro com a chegada a diferentes centros de acolhida. À noite se jantará em Palexpo, com uma primeira oração ao entardecer, e depois os jovens regressarão com as famílias que durante estes dias abrem seus lares para compartilhar sua vida com eles.

Os outros dias começarão com uma oração comum pela manhã. Seguirão encontros em pequenos grupos e com pessoas comprometidas na vida da paróquia ou do bairro. Às tardes estão previstas oficinas e encontros nacionais.

No dia 31, a oração pela paz será seguida de uma «Festa de nações» e na terça-feira, 1º de janeiro, terminará o encontro com um chamado a continuar sendo «sementes de paz e confiança nos próprios lugares».

Taizé organiza estes encontros todos os anos, cada vez em uma cidade diferente. O acontecimento une pessoas que habitualmente passaram por Taizé, na Borgonha francesa, onde a comunidade está formada por cem irmãos, católicos e de diversas origens evangélicas, de mais de 25 nacionalidades, além de voluntários do mundo inteiro que passam temporadas neste lugar que propicia a promoção da unidade entre os cristãos.

Genebra é a sede de vários organismos comprometidos no diálogo ecumênico. Os que trabalham no Conselho Mundial das Igrejas e nas demais organizações que têm sua sede no Centro Ecumênico de Genebra, como a federação Luterana Mundial, a Aliança Reformada Mundial, ou a Conferência das Igrejas Européias, começa sua semana de trabalho com uma oração às segundas-feiras pela manhã, às 8h30, para preparar este encontro no final de dezembro.