Puerto Rico: tolerância zero dos bispos ante abusos sexuais

A Conferência Episcopal reiterou a sua posição e publica os telefones para ligar ante dúvidas ou alertas sobre possíveis casos

Roma, (Zenit.org) Redacao | 460 visitas

Os Bispos da Conferência Episcopal de Puerto Rico divulgaram hoje um documento sobre a sua política de tolerância zero ante abusos sexuais de menores e que foi aprovado por todos os bispos no passado 29 de setembro na presença dos delegados da Assembleia Nacional de Pastoral.

Nesse documento, os bispos dizem que estão comprometidos com a transparência, “agilizando os processos e implementando o protocolo de abuso de menores em todas as dioceses, aplicando e continuando a formação do clero, religioso, fieis e público no geral no Protocolo apresentado pela Conferência Episcopal Portoriquenha (CEP ) e aprovado pela Santa Sé, respeitando todas as pessoas para que tenham um processo justo, em conformidade com o direito canônico, estabelecendo programas de prevenção e criando na CEP um registro das pessoas culpadas de abusos sexuais de menores”.

Além do compromisso com a transparência, os bispos pedem perdão "pelas vítimas que não tenham se sentido adequadamente atendidas e por isso continuam sofrendo” e lamentam “as feridas causadas por qualquer ato destrutivo cometido por pessoas do clero ou agentes de pastoral”.

Finalmente, os bispos exortam qualquer pessoa que tenha denúncias a apresentá-las ao Vigário Judicial da sua respectiva diocese”.

A declaração traz os telefones das dioceses para o qual pode-se ligar para tirar dúvidas sobre o assunto.

O comunicado conclui recordando que "esta política foi aprovada por todos os bispos de Puerto Rico na Casa Manresa, Aibonito, em Puerto Rico, na Terceira Reunião da Assembleia Nacional de Pastoral , 29 de setembro de 2013 " .

(Trad. Red.T.S)