Quando a evangelização virtual se torna real

Entrevista com o padre Agustín de la Vega, LC, diretor do site www.evangelizaciondigital, cujos temas cobertos vão de peregrinações até o estudo do Youcat

Roma, (Zenit.org) Sergio Mora | 516 visitas

“A evangelização também é feita on-line. O papa Bento XVI nos convocou a realizá-la quando propôs a Jornada Mundial das Comunicações Sociais para os sacerdotes, convidando-nos a evangelizar o continente digital. E apesar de que a internet parece uma coisa mais dos jovens, nós podemos dizer que é uma iniciativa para 'jovens de todas as idades'”, disse a ZENIT o padre espanhol Agustín de la Vega, LC, diretor do site Evangelización Digital e da Fundação Alter Christus.

De la Vega nos conta que o trabalho na internet é uma iniciativa dos sacerdotes diocesanos do Regnum Christi na Espanha: “É um meio de evangelização para aproximar as pessoas de Cristo e para difundir a mensagem dele, mas que funciona também para dar acompanhamento aos sacerdotes diocesanos”.

Entre as recentes atividades do site, estão a “Peregrinação online pelo Caminho de Santiago”, que “foi feita entre janeiro e o dia 21 de julho deste ano, com 25 etapas, nas quais participaram 1.500 pessoas”. Ainda neste ano está programada “outra peregrinação, dessa vez para a Terra Santa, seguindo as rotas do evangelho”.

A iniciativa permite a participação de pessoas de qualquer país em encontros virtuais realizados em língua espanhola. Os encontros abordam temas diversos. Para participar, é suficiente o equipamento normal de navegação na internet, sem nenhum custo de inscrição. Basta fazer um simples registro de usuário e senha. No site www.evangelizaciondigital.com, é preciso apenas preencher o nome, e-mail, cidade e país e clicar em “Register now”. Uma vez registrado, o usuário pode acessar os conteúdos do site e participar dos encontros virtuais.

“Estamos explicando agora o Youcat, que é o catecismo que o papa deu para os jovens na Jornada Mundial da Juventude (JMJ) de Madri”, diz De la Vega, prosseguindo: “Os bispos espanhóis, ou um padre de certo prestígio, explicam três ou quatro perguntas. No Ano da Fé, também estamos dando uma catequese sobre a fé da Igreja, a moral, a vida espiritual. O responsável é o bispo de Palencia. Essa catequese é toda terça-feira”.

Conforme o lema do site, “nós estamos ‘aplanando o caminho para novos encontros’. Falamos de encontros vivos, não de anonimato”, diz o pe. Agustín. “Terminamos recentemente de explicar os sacramentos e começamos a falar da vida em Cristo, da vida moral, das virtudes. E também de temas muito concretos, como as conversas que nós temos toda terceira quinta-feira de cada mês, sobre o casamento, com a moderação do pe. Michael Ryan, que, além de ser conselheiro geral da Legião de Cristo, é um especialista em casamento e família. Ele é o autor do livro ‘A gota que transborda o copo’. São conversas sobre a linguagem do amor, sobre os jeitos de evitar aquela ‘gota d’água’ que faz o copo transbordar, sobre a força do sacramento do matrimônio na vida dos cristãos casados”.

De la Vega observa que o sistema “permite ouvir as conferências e acompanhar visualmente um esquema de tópicos. Quando o ouvinte pede a palavra, ele pode perguntar diretamente ao palestrante, e isto cria um encontro ao vivo”.

Por enquanto, há limites reduzidos de participantes nos encontros ao vivo, mas o sistema está sendo melhorado para permitir videoconferências com quantidades maiores de pessoas e com transmissão de vídeo, não apenas de áudio.

É preciso levar em conta o fuso horário: a programação das atividades segue o horário continental europeu (Central Europe Time). Não há necessidade de uso de webcam, mas sim de microfone e alto-falantes, de preferência fones de ouvido.