Que o Papa leve alegria à Croácia, espera cardeal Puljic

Um olhar prévio à visita papal deste fim de semana

| 799 visitas

SARAJEVO, quinta-feira, 2 de junho de 2011 (ZENIT.org) - O arcebispo de Sarajevo, cardeal Vinko Puljic, espera que Bento XVI leve um pouco de alegria à Croácia e aos seus países vizinhos neste fim de semana.

A viagem papal de dois dias "será uma mensagem significativa para a nação croata, seja na própria Croácia, seja na Bósnia e Herzegóvina", declarou à Rádio católica Croata e Rádio MIR Medjugorje.

O Pontífice chegará à Croácia no sábado, e no domingo celebrará o Dia Nacional das Famílias Católicas croatas, informou a agência católica de notícias IKA.

"Estou contente por que Bento XVI venha à Croácia pela primeira vez como Papa", continuou o cardeal Puljic.

"Alegro-me especialmente pelo tema da comemoração do Dia da Família, que ele virá celebrar. Penso que esta é uma realidade positiva que talvez a população da Croácia não valorize suficientemente."

Também destacou que numerosos peregrinos das vizinhas Bósnia e Herzegóvina já se inscreveram para a vigília de oração juvenil do sábado, na Praça Ban Josip Jelacic, de Zagreb, e para a celebração da Misssa do domingo, no hipódromo, e que muitas paróquias estão organizando viagens de ônibus.

O cardeal Puljic instou a mídia a, "em sua cobertura do evento, fazer presente este potente acontecimento em todas as famílias, para que repercuta o mais profundamente possível como renovação espiritual e renovação da fé; e que, de alguma forma, cure a opinião pública, que está bastante cansada de negativismo".

O arcebispo de Sarajevo expressou sua esperança em que a mídia "traga realmente algo positivo, em um clima que cansa bastante; precisamos de algo que nos traga alegria".

Na catedral de Zagreb, dedicada à Assunção da Bem-Aventurada Virgem Maria e a Santo Estêvão, Bento XVI rezará frente ao túmulo do Beato Aloysius Viktor Stepinac.

Este cardeal, arcebispo de Zagreb entre 1937 e 1960, foi perseguido pelo regime comunista e morreu mártir.