Que todos os políticos adiram à iniciativa Um de Nós

Cresce mobilização católica para apoiar projeto dos cidadãos europeus

Roma, (Zenit.org) | 680 visitas

“A defesa da vida não é um ‘afazer’ católico”, explicou em conferência de imprensa na manhã de hoje a porta-voz do projeto Um de Nós, Maria Grazia Colombo. “É uma mensagem imensa de esperança e não de ruptura, porque todos concordam que o embrião é ‘um de nós’ e quer apenas continuar o seu percurso de vida que o levará a se tornar um homem”.

São importantes, para o presidente do comitê, Carlo Casini, as palavras do primeiro-ministro italiano Enrico Letta, que, apresentando à Câmara o seu governo, “fez referência à queda demográfica como uma ferida mortal no coração da nação. Espero que não apenas os católicos, mas todos os políticos de todas as orientações assinem o projeto Um de Nós, pelo grande valor que é a vida humana, acima de qualquer diferença”.

Casini acrescentou, respondendo aos jornalistas sobre a contemporaneidade da Jornada de Mobilização de 12 de maio, com a Marcha Nacional pela Vida prevista para Roma: “Acho que a marcha representa um sinal do grande valor unificante da defesa da vida. Por isso já enviamos aos organizadores os nossos cumprimentos sinceros, na esperança de que a manifestação, da qual participaremos como representantes do comitê nacional Um de Nós, obtenha todo o sucesso”.

Ainda durante a conferência de imprensa, foi anunciado outro sinal da grande unidade que a iniciativa Um de Nós está promovendo no mundo católico: a Obra Don Orione se uniu às muitas associações que já tinham aderido, entre as quais a Aliança Católica, a Ação Católica, o Caminho Neocatecumenal, a Comunhão e Libertação, a Obra Santo Egídio, os Focolares, os Médicos Católicos, o Movimento pela Vida, a Renovação Carismática, os Juristas Católicos, a Unitalsi, a Copercom, o Fórum das Associações Familiares, o Fórum das Associações de Saúde, a Scienza&Vita e a Retinopera.

Para mais informação: www.firmaunodinoi.it