Regina Coeli: Intercessão dos novos santos

Na Itália, a esperança; na Colômbia, a concórdia; no México, fim da violência

Cidade do Vaticano, (Zenit.org) | 835 visitas

Apresentamos as palavras do Papa Francisco pronunciadas neste domingo, 12 de maio, na presença dos fieis e peregrinos reunidos na Praça de São Pedro para a tradicional oração mariana Regina Coeli.

Queridos irmãos e irmãs,

ao final desta celebração, gostaria de saudar a todos vocês que vieram prestar homenagem aos novos santos, especialmente as delegações oficiais da Itália, Colômbia e México.

Os mártires de Otranto ajudem o caro povo italiano a olhar com esperança para o futuro, confiando na proximidade de Deus que nunca abandona, mesmo em tempos difíceis.

Por intercessão de Madre Laura Montoya, o Senhor conceda um novo espírito missionário e evangelizador à Igreja, e que, inspirados pelo exemplo de concórdia e reconciliação desta nova Santa, os amados filhos da Colômbia continuem a trabalhar pela paz e pelo desenvolvimento justo de sua pátria.

Nas mãos de Santa Guadalupe García Zavala colocamos todos os pobres, os doentes e aqueles que cuidam, e confiamos sua intercessão pela nobre nação mexicana, para que acabe toda a violência e insegurança, avance cada vez mais no caminho da solidariedade e da convivência fraterna.

Tenho também o prazer de mencionar que ontem, em Roma, foi beatificado o padre Luigi Novarese, fundador do Centro voluntários do sofrimento e dos Silenciosos Operários da Cruz. Uno-me em ação de graças por este sacerdote exemplar, que foi capaz de renovar a pastoral dos enfermos, tornando-os participantes ativos na Igreja.

Saúdo os participantes da "Marcha pela Vida" que teve lugar em Roma nesta manhã e convido a manter viva a atenção de todos sobre a importante questão do respeito pela vida humana desde o momento da concepção. A este respeito, tenho o prazer de recordar a recolha de assinaturas que está sendo realizada em muitas paróquias italianas, a fim de apoiar a iniciativa europeia "One of Us" para garantir a proteção legal ao embrião, tutelando todos os seres humanos a partir do primeiro momento de sua existência. Um momento especial para aqueles que se preocupam com a defesa da sacralidade da vida humana será o "Dia do Evangelium Vitae", que terá lugar aqui no Vaticano, no contexto do Ano da Fé, nos dias 15 e 16 de Junho.

Saúdo com afeto todos os grupos paroquiais, as famílias, as escolas, os jovens presentes. Com amor filial voltamo-nos agora à Virgem Maria, mãe e modelo de todos os cristãos.