Relação harmoniosa entre fé e razão

Bento XVI continua avançando no Ano da Fé

| 1375 visitas

CIDADE DO VATICANO, quarta-feira, 21 de novembro de 2012(ZENIT.org) - Na tradicional Audiência Geral, Bento XVI continuou sua catequese sobre o Ano da fé. Ele falou nesta manhã, na Sala Paulo VI do Vaticano, aos peregrinos e fiéis alí reunidos sobre o conhecimento de Deus através da fé que não é, portanto, só intelectual, mas vital.

Apresentamos a seguir o resumo de suas palavras:

"No irresistível desejo de verdade que tem o ser humano, a estrada justa a seguir, para a sua plena satisfação no encontro com Deus, passa por uma relação harmoniosa entre fé e razão. Esta é capaz de conhecer com certeza a existência de Deus pela via da criação, mas só a fé pode conhecer «com certeza absoluta e sem erro» as verdades que dizem respeito a Deus. Não se trata aqui de meras informações, mas de verdades que nos falam do encontro de Deus com os homens. Por isso, o conhecimento de Deus é, antes de tudo, experiência de fé; mas não sem a razão. Deus não é absurdo; embora seja sempre um mistério. O mistério não é irracional, mas superabundância de significado: se a razão vê escuro ao fixar o mistério, não é por falta de luz, mas porque há demais. A fé católica é sensata e razoável e tem confiança na razão. Nesta linha de ideias, ela não está contra a ciência; antes, coopera com ela, oferecendo critérios basilares para se promover o bem comum, pedindo-lhe apenas que renuncie às tentativas que, opondo-se ao projecto originário de Deus, possam gerar efeitos que se voltem contra o próprio homem".

* * *

De coração, saúdo todos os peregrinos de língua portuguesa, com destaque para os grupos de Aracruz, Aparecida de Goiânia e Palmas, confiando as suas famílias e comunidades à Virgem Maria e pedindo-Lhe que nelas se mantenha viva a luz de Deus. Sobre vós e os vossos entes queridos, desça a minha Bênção.

© Copyright 2012 - Libreria Editrice Vaticana

Leia a catequese na íntegra: http://www.zenit.org/article-31804?l=portuguese