Religião, guerra, reconciliação

Encontro da Rede Internacional Oasis presidida pelo Cardeal Scola foi aberto pelo arcebispo Puljić, em Sarajevo

Roma, (Zenit.org) Redacao | 320 visitas

Depois de Milão, Tunis, Veneza, Beirute, Amã, Cairo, a rede internacional de Oasis se encontra este ano, em Sarajevo, nos dias 16 e 17 de junho de 2014 sobre o tema: Tentação violência, Religiões entre guerra e reconciliação. O evento, presidido pelo Cardeal Angelo Scola, arcebispo de Milão, foi aberto pelo Cardeal  Vinko Puljic, Arcebispo de Sarajevo, e Husein ef. Kavazovic, Reis-ul-ulemas da Comunidade islâmica da Bósnia e Herzegovina.

O tema e o local do encontro oferecem muitas provocações para um debate comum, que leva em consideração algumas orientações:

- Uma releitura das consequências da Primeira Guerra Mundial, evento histórico, não só para a Europa, mas também para o mundo islâmico (o fim do califado otomano, a ascensão do islamismo político e do nacionalismo árabe, a importância estratégica do petróleo, primeiros genocídios);

- A problematização da guerra. O tempo inaugurado pela Primeira Guerra Mundial, caracterizado pela sua profunda contradição: por um lado, um questionamento sobre a guerra com um até então desconhecimento radical, a nível religioso e laico; por outro a era do genocídio, o tramonto da instituição clássica da guerra substituído gradualmente pelo terrorismo;

- A violência religiosa: se inicialmente o elemento religioso teve um papel limitado na II Guerra Mundial, a ligação com a religião volta ao palco (o jihadismo no Oriente Médio e África), com sérios impactos sobre as minorias. O retorno da violência por motivação religiosa alimenta a reação no Ocidente, suspeito de crenças e de modo particular as monoteístas, acusadas de serem estruturalmente violentas e intolerantes;

- A guerra da Bósnia (1992-1995): resolver a questão da guerra e da paz em Sarajevo não é um dado secundário, de fato, a cidade conserva traços de um conflito recente e leva a refletir sobre a violência que ocorreu há apenas 20 anos atrás, alimentado também por um caráter étnico-religioso.

Informações:  www.fondazioneoasis.org

(Trad.:MEM)