Relíquias de Dom Bosco chegam a Argentina

Em uma peregrinação que realiza para comemorar os 200 anos de nascimento do santo

| 2143 visitas

BUENOS AIRES, sexta-feira, 17 de julho de 2009 (ZENIT.org).- Com cantos, conferências, vídeos e reflexões sobre a santidade, a família salesiana na Argentina se prepara para receber as relíquias de São João Bosco que chegarão a este país no sábado. 

Logo após ter visitado diferentes cidades chilenas, as relíquias de São João Bosco estarão em diferentes localidades argentinas até 29 de julho. 

A peregrinação mundial das relíquias do fundador da família salesiana começou em 25 de abril passado em Turim, no mesmo lugar onde trabalhou pelo bem de tantos jovens. Até dezembro de 2014 percorrerá diferentes países do mundo. 

Esta viagem de Dom Bosco, acontece com o objetivo de celebrar os 150 anos de fundação da Família Salesiana que se comemora no próximo mês de dezembro, assim como preparar a celebração dos 200 anos de nascimento de seu fundador (1815). 

As relíquias visitarão o Uruguai, Paraguai e Brasil. No próximo ano a peregrinação visitará outros países da América Latina. Também da Ásia, Oceania, África, Europa para culminar de novo na Itália em 31 de janeiro de 2014. 

A base da urna peregrina que contém as relíquias representa uma ponte que está sustentada por quatro pilares e sobre cada um se define a data deste bicentenário, 1815-2015, como símbolo da atualidade do carisma salesiano. 

A urna contém uma escultura do santo, uma réplica de seu corpo incorrupto que repousa na basílica Maria Auxiliadora na cidade de Turim, norte da Itália. Também jaz neste relicário a mão direita de Dom Bosco. 

Quem ora ante as relíquias de Dom Bosco, seguindo todas as disposições da Igreja, poderá obter a indulgência plenária. 

“Após as manifestações de apreço que nos chegaram – disse Dom Pascual Sánchez Villanueva, reitor maior dos salesianos – pensou quão belo e importante seria levar nosso querido Dom Bosco a todos os países nos quais trabalhamos e oferecer a tantos jovens e às famílias a possibilidade de senti-lo ainda mais próximo”.