Retirada a excomunhão de quatro bispos ordenados por Dom Lefebvre

Comunicado da Sala de Imprensa da Santa Sé

| 1399 visitas

CIDADE DO VATICANO, domingo, 25 de janeiro de 2009 (ZENIT.org).- Publicamos o comunicado emitido nesse sábado pela Sala de Imprensa da Santa Sé, com o qual se anuncia que Bento XVI acolheu o pedido de retirar a excomunhão dos quatro bispos ordenados em 1988 pelo arcebispo Marcel Lefebvre.

* * *

O Santo Padre, depois de um processo de diálogo entre a Sé Apostólica e a Fraternidade Sacerdotal São Pio X, representada por seu superior geral, Dom Bernard Fellay, acolheu o pedido formulado novamente por este bispo, com uma carta de 15 de dezembro de 2008, em nome também dos outros três bispos da Fraternidade, Dom Bernard Tissier de Mallerais, Dom Richard Williamson e Dom Alfonso de Galarreta, de retirar a excomunhão em que haviam incorrido há vinte anos.

Devido às ordenações episcopais de 30 de junho de 1988 realizadas pelo arcebispo Marcel Lefebvre, sem mandato pontifício, os quatro bispos mencionados haviam incorrido em excomunhão latae sententiae, declarada formalmente pela Congregação para os Bispos, a 1 de julho de 1988.

Dom Bernard Fellay, na mencionada carta, manifestava claramente ao Santo Padre que «estamos sempre fervorosamente determinados na vontade de ser e permanecer católicos e de colocar todas as nossas forças ao serviço da Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo, que é a Igreja católica romana. Nós aceitamos todos os seus ensinamentos com ânimo filial. Cremos firmemente no primado de Pedro e em suas prerrogativas e, por isso, faz-nos sofrer tanto a atual situação».

Sua Santidade Bento XVI, que seguiu desde o início este processo, tentou sempre buscar a maneira de reparar a fratura com a Fraternidade, inclusive recebendo pessoalmente Dom Bernard Fellay, a 29 de agosto de 2005. Naquela ocasião, o Sumo Pontífice manifestou a vontade de proceder gradualmente e em tempo razoável neste caminho, e agora, benignamente, com solicitude pastoral e misericórdia paternal, mediante um decreto da Congregação para os Bispos de 21 de janeiro desde ano, levanta a excomunhão que pesava sobre os mencionados prelados.

O Santo Padre, nesta decisão, inspirou-se no desejo que de se alcance o mais rápido possível a completa reconciliação e a plena comunhão.

[Traduzido por Zenit]