Revista digital exclusiva sobre catequese traz inovação para o Dia do Catequista

O aplicativo está disponível gratuitamente para tablets e smartphones com os sistemas Android e IOS (iPad, iPhone e iPod touch)

Brasília, (Zenit.org) | 1017 visitas

Às vésperas do Dia do Catequista, celebrado no próximo dia 25 de agosto, a Igreja no Brasil recebe com entusiasmo uma inovação: uma revista digital voltada exclusivamente para os catequistas, com o nome Sou Catequista.

A publicação é uma iniciativa da agência Minha Paróquia, assessorada pelo  Pe. Jose Alem com o apoio da Arquidiocese de Campinas. O aplicativo está disponível gratuitamente para tablets e smartphones com os sistemas Android e IOS (iPad, iPhone e iPod touch) e também há uma versão para leitura interativa no site www.soucatequista.com.br, que permite fazer o download em PDF (Acrobat Reader).

Segundo Ana Paula, jornalista responsável pelo projeto, a ideia da revista digital surgiu com a intenção de oferecer conteúdos aprofundados para catequistas, mas com uma linguagem nova e por meio de mecanismos modernos. “Nossa maior preocupação é apresentar conteúdos que estejam alinhados às questões atuais da sociedade, com total abertura aos sinais dos tempos; por esse motivo, optamos por inovar, trazendo uma revista digital para poder alcançar mais catequistas — não somente do Brasil, mas dos demais países de língua portuguesa —, aproveitando a quebra de fronteiras promovida pelo avanço tecnológico e pela internet”, explica no editorial da revista.

O acesso às novas tecnologias e a forma como elas estão inseridas na rotina das pessoas têm provocado diversos debates entre estudiosos. Um dos últimos levantamentos realizados pela consultoria Nielsen revelou que o Brasil já é o 4º no mundo a utilizar tablets e smartphones, 3 em cada 10 pessoas possuem um desses dispositivos e os utilizam em sua rotina para acessar redes sociais, e-mails e ler publicações. “Como nossa intenção é chegar ao máximo de catequistas com esse material de qualidade, focamos um trabalho 100% digital e, com isso, ampliamos as possibilidades indo além do texto, inserindo conteúdos multimídia; é bom também perceber a vantagem em ter algo que pode ser lido com facilidade, por exemplo, no ônibus ou no intervalo da faculdade”, explica a jornalista.

A primeira edição traz 80 páginas com textos exclusivos feitos com a colaboração de 20 colunistas, dentre eles Dom Eduardo Pinheiro, presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB, e sacerdotes e catequistas membros da Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética.


Identidade e vocação do catequista

Dom Jacinto Bergmann, arcebispo de Pelotas e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética, iniciou sua mensagem pelo Dia do Catequista, publicada nesta semana, com a pergunta: “O que seria da Igreja no Brasil sem a plêiade de catequistas espalhados por todas as ‘periferias existenciais’ do seu imenso território?”. Este grupo já conta com cerca de 800 mil pessoas, segundo dados da comissão liderada por Dom Jacinto, e desempenha um papel único na evangelização.

A matéria de capa da primeira edição da revista digital Sou Catequista se baseou nesse tema para trazer o título "Catequistas: jardineiros que cultivam o jardim da fé", em que, em um diálogo com Frei Almir Guimarães e seis catequistas de diferentes localidades do Brasil, foi refletida a identidade e vocação do catequista.

“O nome da revista já expressa identidade: ‘sou catequista’. Comunicamos a um grupo muito especial da Igreja que, antes de qualquer coisa, possui um chamado de Deus para servir, ser inspirado e inspirar pessoas. Queremos levar com esta matéria de capa e com os vários artigos desta edição o ânimo para seguir em frente, dizer que vale a pena tanto esforço e agora eles podem contar com mais um apoio: uma revista digital, rica em conteúdo e interatividade ”, conclui Ana Paula.

Versão para Android: http://goo.gl/UWg9U0
Versão para IOS: http://goo.gl/uJjhg8