Roma acolhe congresso de rádios católicas

Apresentado pelo arcebispo Celli, presidente do Conselho Pontifício para as Comunicações

| 1056 visitas

Por Claudia Soberón

CIDADE DO VATICANO, quarta-feira, 18 de junho de 2008 (ZENIT.org).- Na vigília do Congresso de emissoras de rádio católicas, organizado pelo Conselho Pontifício para as Comunicações Sociais, seu presidente, o arcebispo Claudio Maria Celli, expõe à Zenit seus objetivos.

Este encontro, que se levará a cabo na Pontifícia Universidade Urbaniana de Roma, de 19 a 21 de junho, espera representantes de 50 países e aproximadamente 63 emissoras de rádio católicas provenientes de diversos setores culturais, religiosos e políticos.

«Tentamos convocar essas pessoas para dialogar juntos, refletir e compreender qual é a identidade e a missão de uma rádio católica no mundo de hoje», expõe o arcebispo na sede do dicastério para as comunicações.

Este congresso, comenta, promete atividades que impulsionem o diálogo entre os participantes: «Os convidados não só ouvirão conferências, mas terão a oportunidade de dialogar entre eles, e por isso foram propostas algumas mesas-redondas».

A metodologia prevê a exposição de temas, uma mesa-redonda e depois um trabalho de grupo.

«Será muito importante que todas estas pessoas, que provêm de contextos diferentes, da Ásia à África, da América Latina à Europa e Austrália, encontrem-se para discutir, redescobrir qual é sua identidade e sua missão.»

Este evento, acrescenta, busca analisar o presente, olhando para o futuro, para que dele saiam «iniciativas que pouco a pouco tornem mais eficiente o serviço de uma rádio católica no mundo».

Outro grande desafio já operante na realidade, observa Dom Celli, é que «hoje, por exemplo, é inegável que existe uma ‘multimidialidade’ que interessa todos estes setores, por exemplo, a internet. Hoje muitas rádios, inclusive a vaticana, podem ser ouvidas pela internet»; por isso, «acho que temos de descobrir o que nos espera».