Santa Clara, padroeira da televisão há 50 anos

O cardeal Bertone recorda a proclamação em Assis

| 877 visitas

CIDADE DO VATICANO, segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008 (ZENIT.org).- O cardeal Tarcisio Bertone, secretário de Estado, presidiu neste domingo, na Basílica de Santa Clara, em Assis, uma celebração eucarística para festejar os 50 anos da proclamação de Santa Clara como padroeira da televisão.

Foi proclamada por Pio XII, em 14 de fevereiro de 1958, pois a primeira discípula de São Francisco, na noite de Natal de 1252, teve a graça de poder ver desde sua cela a celebração que acontecia na igreja.

«Uma experiência de televisão mística», definiu o cardeal Bertone, durante a missa, segundo referiu a «Rádio Vaticano». «Santa Clara não é só a padroeira da televisão, mas pode também nos ensinar a relação adequada com o meio televisivo.»

Citando Bento XVI, o cardeal alertou sobre os riscos da manipulação da realidade, da dependência dos interesses dominantes, da busca da audiência a todo custo.

«A comunicação em massa tende a impor um modelo cultural uniforme, baseado na lógica do consumismo e do relativismo», acrescentou.

«O exemplo de Santa Clara, pelo contrário – concluiu o cardeal –, ajuda-nos a redescobrir a dignidade da pessoa e valores como a família, a vida, a educação dos jovens.»