Santa Sé: o cardeal O'Brien deixa Escócia por vários meses

O ex-arcebispo de St. Andrews e Edimburgo dedicará tempo à oração e à penitência

Roma, (Zenit.org) Junno Arocho | 537 visitas

A assessoria de imprensa da Santa Sé anunciou que o Cardeal Keith Patrick O'Brien, arcebispo emérito de St. Andrews e Edimburgo, tem se comprometido com o Santo Padre para deixar a Escócia por vários meses.

Um comunicado emitido pela Santa Sé declarou que o cardeal O'Brien, "pelas mesmas razões que decidiu não participar no último conclave, e de acordo com o Santo Padre, nos próximos dias, vai deixar a Escócia por vários meses com o propósito de renovação espiritual, de oração e penitência".

As denúncias de irregularidades do ex-arcebispo de St. Andrews e Edimburgo fizeram-se públicas nas semanas após o anúncio da renúncia ao ministério petrino de Bento XVI.

Uma semana depois de que a sua renúncia como arcebispo foi aceita pelo Santo Padre, o cardeal O'Brien emitiu uma declaração admitindo que houve momentos em que a sua "conduta sexual tinham caído abaixo dos padrões esperados de mim como um padre, arcebispo e cardeal".

"Àqueles que ofendi”, disse na declaração do três de março, “peço desculpas e perdão. Com a Igreja Católica e o povo da Escócia, também peço desculpas”.

O comunicado de imprensa da Santa Sé declara que "qualquer decisão sobre o destino futuro do Cardeal deverá ser acordado com a Santa Sé".