Santo Osvaldo de Nortúmbria

Osvaldo de Nortúmbria viveu com solicitude sua realeza e firmeza na fé, nos apontando um testemunho convicto de cristandade.

Horizonte, (Zenit.org) Fabiano Farias de Medeiros | 368 visitas

Osvaldo nasceu na Nortúmbria, ao norte da Inglaterra, no ano 604. Seu pai era um rei pagão chamado Etelfrit, conhecido como o Destruidor, e sua mãe a princesa Acha. O reino, no entanto, foi invadido e dominado pelo rei Edwin que matou o pai Etelfrit e com isso Acha e seus filhos fugiram para a ilha de Iona na Escócia onde foram acolhidos pelo Monastério Beneditino que havia sido fundado por São Columbano. Ali, Osvaldo e seus irmãos receberam sólida formação cristã e doutrinal.

No ano 627, o rei Edwin casou-se com Ethelburgha que solicitamente levou a fé àquela região. Edwin foi batizado em 627 e tornou-se o primeiro rei cristão. No ano de 632, uma grande invasão liderada pelo rei Cadwallon de Gales e o rei pagão Penda de Mercia trouxeram grande conflito ao reino no que ficou conhecido como a célebre Batalha de Havenfield. Em 633 Edwin foi morto e Osvaldo reuniu um pequeno exército para conquistar o trono usurpado. A tradição nos revela que antes da batalha, Osvaldo ergueu uma grande cruz de madeira e pediu aos seus soldados que se ajoelhassem e rezassem com ele pedindo proteção a Deus e a liberdade ao seu povo e sob a intercessão de São Columbano partiram e venceram a batalha matando o rei Cadwallon.

Osvaldo foi então coroado rei e empreendeu valorosos esforços em favor do anúncio do Evangelho e da conversão de seu povo, recorrendo aos monges de Iona que com sua ajuda, construíram mosteiros, hospitais, asilos e creches, acolhendo a todos e devolvendo-lhes a esperança através da caridade. Promoveu ainda a unificação do reino de Nortúmbria que se tornou um dos mais poderosos.

Casou-se com Kineburga, filha do rei pagão de Wessex que após tornarem-se também cristãos promoveram a evangelização no sudoeste da Inglaterra. Em 642, Penda, o rei pagão de Mércia reuniu alguns seguidores do rei Cadwallon e combateram a Nortúmbria vindo a executar o rei Osvaldo. Seus membros foram decepados e espalhados pela região.