Santo Padre apresenta modelo dos apóstolos Simão e Judas Tadeu

Em particular aos jovens

| 861 visitas

CIDADE DO VATICANO, quarta-feira, 29 de outubro de 2008 (ZENIT.org).- Bento XVI apresentou nesta quarta-feira o modelo de vida dos santos apóstolos Simão e Judas Tadeu, recordados ontem pela liturgia. 

Ele o fez antes de despedir-se dos 20 mil peregrinos que participaram nesta quarta-feira da audiência geral na Praça de São Pedro, no Vaticano, ao dirigir uma saudação aos jovens, doentes e recém-casados. 

Apresentando aos dois apóstolos, o Papa desejou que «seu exemplo vos apóie, queridos jovens, no compromisso da fidelidade cotidiana a Cristo». 

Dirigindo-se aos doentes, esperou que os apóstolos os alentem «a seguir sempre Jesus no caminho da prova e do sofrimento». 

«Que vos ajude, queridos recém-casados, a fazer de vossa família um lugar de constante encontro com o amor de Deus e dos irmãos», disse por último. 

Simão e Judas estão unidos pela celebração litúrgica pois, segundo a tradição, pregaram o Evangelho na mesma região, Mesopotâmia e Pérsia. 

Simão, a quem os Evangelhos chamam de «o Cananeu» para diferenciá-lo de Simão Pedro, nasceu em Caná da Galiléia. Havia pertencido em Israel ao grupo dos «zelotes», cujo fim era trabalhar duramente contra a invasão romana em seu país. Abandonou o grupo ao conhecer Cristo. 

Segundo notícias incertas do historiador Eusébio, poderia ter sido sucessor de Tiago na cátedra de Jerusalém, nos anos da trágica destruição da cidade. Teria sido martirizado. 

São Judas, não o Iscariotes, ocupa o último lugar na lista dos apóstolos e é conhecido como Tadeu. Identifica-se com o autor da carta canônica que tem seu nome. Segundo a tradição, fundou igrejas e uma comunidade de fiéis na Babilônia e na Pérsia. Também morreu martirizado.