São Bernardino Realino

Bernardino testemunhou a vivência e o vigor religioso em todos os âmbitos sendo sal na terra e luz no mundo.

Horizonte, (Zenit.org) Fabiano Farias de Medeiros | 286 visitas

Bernardino Realino nasceu na ilha de Capri em Nápoles no dia 1º de dezembro de 1530. De família rica e nobre, o jovem recebeu sólida formação, vindo a frequentar a Academia de Modena, um dos mais destacados centros de estudos da época, e a Universidade de Bolonha formando-se em ciências humanísticas, filosofia, medicina e direito civil e eclesiástico.

Seu pai era um colaborador do Cardeal Cristoforo Madruzzos ao qual é confiada a orientação de Bernardino. O cardeal o insere e acompanha na vida pública, primeiro como prefeito de Felizzano de Monferrato, depois viaja para Alexandria como advogado fiscal vindo ainda a ser prefeito de Cassine e Castel Leone e por fim entrou para o serviço do governo tornando-se auditor em Nápoles.

A carreira de sucesso de Bernardino foi subitamente interrompida no ano de 1564, por uma grave doença a qual foi superada quando Bernardino teve uma aparição de Nossa Senhora com o menino Jesus nos braços. Após o ocorrido decidiu abandonar a vida pública e consagrar-se a Deus.

Ingressou na Companhia de Jesus logo após a chegada da mesma em sua cidade. Professando os votos e dedicando-se à vivência religiosa, ordenou-se sacerdote no ano de 1567. Dedicado no trabalho com os pobres e necessitados era também um zeloso orientador e confessor. Seus conselhos atraiam a muitos, inclusive o papa Paulo V escreveu-lhe pedindo conselhos e orações. Tornou-se mestre de noviços na Companhia e três anos depois fundou uma escola em Lecce a qual se dedicou até sua morte.

Bernardino faleceu no dia 02 de julho de 1616 na cidade de Lecce. Foi beatificado no ano de 1895, pelo Papa Leão XIII e canonizado por Pio XII a 22 de Junho de 1947, sendo reconhecido como exemplo de educador.