São João Nepomuceno

São João Nepomuceno manteve-se firme na defesa da fé e da inviolabilidade sacramental. Não temendo a morte do corpo, vive na glória de Cristo

Horizonte, (Zenit.org) Fabiano Farias de Medeiros | 297 visitas

João nasceu no ano 1330, no lugarejo de Nepomuk, na Boêmia onde atualmente é a República Tcheca. Vindo de uma família pobre, João nasceu quando seus pais já tinham idade avançada e por isso recebeu este nome em honra a São João Batista que nasceu de Isabel também de idade avançada.

Sua família levava uma vida humilde e muito austera e João quando criança foi vítima de uma grave enfermidade. A oração de seus pais alcançou a graça da reabilitação e em agradecimento a Deus resolveram ofertar a vida da criança a Deus. Resolveram então enviá-lo para a cidade de Staaze para estudar latim e depois foi para Praga onde estudou na universidade de Praga e Pádua. Formou-se em Direito Canônico e fez doutorado em teologia. Sua vocação ao sacerdócio era cada vez mais confirmada e veio a ordenar-se sacerdote e tornou-se um grande orador e propagador da doutrina cristã. Sua pregação convertia a muitos e chamou a atenção do rei Venceslau IV que no ano 1379 o convidou para ser o confessor da corte e dos membros do tribunal auxiliando-os também nas questões dos conflitos que surgiam na corte.

O rei Venceslau IV, certo dia, indagou por duas vezes João sobre a confissão da Rainha Sofia. João recusou-se a revelar o segredo da confissão e foi lançado na prisão e em seguida torturado. O rei ofereceu-lhe riquezas em troca das informações, mas João permaneceu firme em sua decisão. O rei então ordenou a morte de João que no dia 20 de março de 1393 foi queimado vivo e amarrado em uma roda para ser jogado da ponte no rio Moldova em Praga. Os convivas do reino logo identificaram o corpo de João e o enterraram na Catedral de São Vito.

João Nepomuceno foi beatificado no dia 31 de maio de 1721 pelo Papa Inocêncio XIII e canonizado pelo Papa Bento XIII em 19 de março de 1729.