São Patrício

A missão faz parte da vida do cristão. São Patrício nos impulsiona a irmos além de nossa fronteiras no anúncio do Evangelho.

Horizonte, (Zenit.org) Fabiano Farias de Medeiros | 301 visitas

“Pastoreando, eu rezava diversas vezes ao dia, o amor de Deus e o respeito a ele cresciam mais e mais, e minha fé se fortalecia.” Assim narra São Patrício, o apóstolo da Irlanda.

Nascido em meados do ano de 377, em Bonaven Taberniae, distante povoado da Inglaterra, era filho de família muito religiosa cujo pai era Calpurnius, diácono e senador. Embora vindo de família cristã e tndo familiares religiosos, Patrício veio a conhecer a ter sua experiência com Deus somente na juventude.

Aos dezesseis anos foi raptado, vendido e escravizado por piratas irlandeses. Passou seis meses sob este regime onde, além de conviver com os pagãos no Condado de Mayo, cuidava dos pastos e realizava trabalhos forçados. Tentou por vezes fugir, porém sem sucesso, até que no ano de 407 conseguiu empreender a fuga da prisão sendo avisado por Deus em sonho que deveria ir ao litoral onde iria embarcar em um navio rumo a Grã-Bretanha.

Após a fuga e o retorno para casa, Patrício iniciou sua caminhada cristã indo para o mosteiro de Ésir, em Auxerre na Gália (atualmente França), sob a orientação do bispo Germano. No ano de 432, como falecimento do Bispo Pálido, foi sagrado bispo da Irlanda pelo Papa Celestino I, que reconhecendo suas virtudes cristãs o chamou a esta missão. 

Patrício iniciou então o processo de anúncio do Evangelho e de conversão do povo irlandês ao catolicismo. Com ajuda de outros sacerdotes, visitava todos os povoados, fundava mosteiros e não obstante os perigos e desgastes anunciava com fervor o Evangelho e convidava à confissão, o que resultou na conversão de quase todo o povo irlandês ao catolicismo. A ilha antes pagã, agora era um reduto de santos e religiosos, o que é considerado pela tradição a mais bem sucedida empreitada da história da Igreja.

São Patrício faleceu na cidade de Down, atualmente Downpatrick, em 17 de março de 461, estava com 84 anos e passou trinta e quatro como bispo da Irlanda. Atualmente, além dos inúmeros santuários em sua homenagem, seu dia é conhecido e celebrado na Irlanda como “Saint Patrick's Day” onde a população de veste de verde, devido aos verdes campos da Irlanda e usam um trevo de três folhas, que conforme a tradição era usado por São Patrício para explicar de forma simples o mistério da Santíssima Trindade.