Secretaria de Estado do Papa: programa da beatificação de 498 mártires espanhóis

Vítimas da perseguição religiosa da década de trinta do século passado

| 582 visitas

CIDADE DO VATICANO, quinta-feira, 4 de outubro de 2007 (ZENIT.org).- A secretaria de Estado do Papa confirmou o calendário de atos que, entre 27 e 29 de outubro, serão celebrados em Roma por ocasião da beatificação de 498 fiéis martirizados na Espanha no século XX.



Eles se encontram entre «milhares de pessoas que deram sua vida por amor a Jesus Cristo na Espanha durante a perseguição religiosa dos anos trinta do século passado», explicou um informe publicado pelo Departamento para as Causas dos Santos e pelo Departamento de Informação da Conferência Episcopal Espanhola (CEE).

Centrando o sentido desta celebração, o documento afirma que os 498 futuros beatos da Igreja Católica não são «mártires da guerra civil» espanhola, mas «mártires da perseguição religiosa».

Os futuros beatos são dois bispos, 24 sacerdotes diocesanos, 462 membros de Institutos de Vida Consagrada (religiosos), um diácono, um subdiácono, um seminarista e sete leigos.

Nesse numeroso grupo, dois são mártires da perseguição religiosa que aconteceu na Espanha em outubro de 1934; 489 sofreram o martírio em 1936, sete em 1937.

A missa com a cerimônia de beatificação dos mártires acontecerá na Praça de São Pedro, no Vaticano, no domingo 28 de outubro às 10h.

Um representante do Papa presidirá a celebração – como foi estabelecido neste pontificado –, o cardeal José Saraiva Martins, prefeito da Congregação para as Causas dos Santos.

Este ato central estará precedido, no sábado 27 de outubro, por uma cerimônia de acolhida confirmada para as 18h30, na Basílica romana de São Paulo Fora dos Muros.

Um dia após cerimônia de beatificação, na segunda-feira 29 de outubro, será celebrada uma Missa de Ação de Graças às 10h na Basílica Vaticana de São Pedro. O secretário de Estado do Papa, cardeal Tarcisio Bertone, presidirá a Eucaristia.

Também está prevista uma audiência com Bento XVI, segundo comunicou a Secretaria de Estado do Papa à Secretaria Geral da Conferência Episcopal Espanhola nesta quinta-feira.

Em sua Assembléia Plenária de 27 de abril passado, o episcopado espanhol publicou uma mensagem assinalando: «a beatificação que vamos celebrar é um momento de graça para a Igreja que peregrina na Espanha e para toda a sociedade».

«Nós vos convidamos – dizem aos fiéis – a preparar-vos para esta festa e a participar dela de forma que se converta para todos em um novo estímulo para a renovação da vida cristã»; «os mártires, que morreram perdoando, são o melhor alento para que todos nós fomentemos o espírito de reconciliação».

Para conhecer em primeira mão os futuros beatos, foi publicado «Quiénes son y de dónde vienen. 498 mártires del siglo XX en España» («quem são e de onde vêm. 498 mártires do século XX na Espanha») (Editora EDICE), um livro com o rosto e a vida de cada um dos servos de Deus.

Roma acolherá, na sexta-feira, um ato acadêmico – organizado pela CEE – por ocasião da beatificação de 28 de outubro; na reunião se apresentará também o livro.

Sobre o tema «O século dos mártires e a perseguição religiosa na Espanha (1934-1939)», intervirão nesse ato o professor Andrea Riccardi – presidente da Comunidade de Sant’Egidio e autor do livro «O século dos mártires» –,Vicente Cárcel Ortí, estudioso da História da Igreja na Espanha, e o Pe. Juan Antonio Martínez Camino, secretário-geral da CEE.

Mais informação sobre a cerimônia de beatificação em www.conferenciaepiscopal.es/santos/martires.htm .