Sexualidade a partir de uma visão clara de Pessoa

Livro organizado pela médica Elizabeth Kipman Cerqueira

| 1545 visitas

ROMA, domingo, 24 de julho de 2011 (ZENIT.org) – Acaba de ser lançado no Brasil o livro “Sexualidade, gênero e desafios bioéticos”, organizado pela médica Elizabeth Kipman.

Trata-se de uma obra que quer contribuir para a formação de líderes no tema da sexualidade, à luz da Bioética personalista.

Em apresentação da obra enviada a ZENIT, a Dra. Elizabeth explica que os autores do livro apresentam considerações sobre a Sexualidade humana, inserida na realidade contemporânea, sob alguns aspectos que se complementam embora não sejam interdependentes, desde que se parta de uma visão clara de Pessoa.

Os capítulos apresentam conceitos fundamentais e chegam a questionamentos de ordem prática, procurando contribuir para a reflexão de um aspecto tão fundamental para a estrutura da personalidade e para a realização pessoal, como é o tema da Sexualidade e a da afetividade.

A finalidade dos autores é examinar alguns dos aspectos ligados a este complexo tema e sensibilizar a opinião de todos quantos lerem para uma dupla pergunta: Realmente, o que é e o que representa a Sexualidade humana? Quais as perspectivas de realização pessoal e social na cultura contemporânea?

O I Capítulo apresenta uma breve visão da Bioética e dos modelos principais de marcada influência atual fundamentando a escolha dos autores por um destes modelos, a bioética personalista.

O II Capítulo, ao expor as origens biológicas da determinação sexual e ao apresentar a discussão de casos, expõe a provocação para refletir sobre a importância da integração da Sexualidade para preservar a totalidade da Pessoa humana.

O III Capítulo discorre sobre a Sexualidade propriamente dita como um convite a viver a plenitude de uma realização interpessoal. Apresenta a definição, influência da Psicanálise e a opinião de alguns autores em um alcance político mais amplo.

No IV Capítulo, encontra-se a apresentação de pilares para a educação sexual em geral. Analisam-se os programas atualmente propostos às escolas enumerando seus problemas e possíveis consequências.

O V Capítulo, ao enfocar a questão do Gênero, leva a um passeio pela história do feminismo, identificando as 3 fases principais. Detém-se na análise do feminismo contemporâneo e apresenta um desafio construtivo da identidade feminina e masculina.

Mais informações em: http://comunidadesenhordavida.org.br