Símbolos da JMJ foram recebidos em São Fidelis, RJ

"Acolher os símbolos em minha cidade foi ainda mais especial"

Rio de Janeiro, (Zenit.org) | 660 visitas

O município de São Fidélis, da Diocese de Campos, literalmente parou, na última quinta-feira, 16, para receber os símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ). A carreata com o Ícone de Nossa Senhora e a Cruz Peregrina chegou por volta das 9h da manhã e foi recepcionada por uma multidão de jovens na praça principal da cidade. Com bandeiras, faixas, cartazes, os jovens saíram em procissão pelas ruas, em direção a alguns colégios da cidade (Barão de Macaúbas, Colégio Estadual São Fidélis e Colégio Fidelense).

Após percorrer as instituições de ensino, os símbolos foram levados para a Paróquia de Nossa Senhora Aparecida e São Fidélis, pertencente à Administração Apostólica São João Maria Vianney, onde foi rezado Ângelus, que foi encenado por crianças da paróquia.

Na parte da tarde, a Cruz e o Ícone foram levados para algumas instituições sociais, entre eles o Centro de Atendimento Social a Crianças e Adolescentes (CACA). Por volta das 16h, uma carreata saiu pela cidade, convidando a população para a Celebração Eucarística e para o Bote Fé. Diversas apresentações artísticas foram preparadas para acolher os símbolos na praça. À noite, foi celebrada uma missa campal, presidida pelo bispo da Administração Apostólica, Dom Roberto Francisco Ferrería Paz, seguido dos shows da Banda Missionário Shalom, Márcio Pacheco, Fabiano Oliveira e Leandro Silva (da Banda Frutos do Medjugorge).

"Eu já tinha participado de movimentos Bote Fé no domingo, em Campos, e na quarta-feira (dia 15), quando os símbolos estiveram na minha faculdade. Mas acolhê-los em minha cidade foi ainda mais especial. E tem sido ainda mais agora, ao ver depoimentos de jovens que nunca tiveram contato com a Igreja Católica, mas que se emocionaram ao ver os símbolos e sentiram-se tocados por eles. Não tenho nem palavras para descrever. Como disse o padre na missa, não fui eu que toquei nos símbolos, eles que tocaram em mim, em meu coração, e despertaram uma vontade enorme de ser cada dia mais 'JEANS - Jovem Entregue ao Amor de Nosso Senhor', declarou a universitária Regina Caeli, moradora da cidade de São Fidélis.

Após os shows, os símbolos foram levados para a Igreja de São Fidélis, onde os jovens passaram a noite em vigília. Na manhã de sexta-feira, 17, foi celebrada a missa de envio dos símbolos para a cidade de Bom Jesus do Itabapoana, com a presença dos padres Alexandre e Luiz Carlos (São Fidélis, Diocese), Pe. Marco Antonio (de São Fidélis, Administração Apostólica), Pe. Davi (Bom Jesus do Itabapoana - pra onde a cruz foi depois), Pe. Claudiomar (Campos, coordenador do Setor Juventude da Administração) e Pe. Fabiano (Itaperuna, coordenador do Setor Juventude da Diocese).

(Texto enviado por Rocélia Santos, Arquidiocese do Rio de Janeiro)