Síria: Dom Abdo Arbach é escolhido arcebispo de Homs

Arbach era exarca greco-melquita da Argentina

| 578 visitas

CIDADE DO VATICANO, segunda-feira, 25 de junho de 2012 (ZENIT.org)- O papa Bento XVI aprovou a eleição canônica realizada pelo sínodo dos bispos da Igreja greco-melquita, que nomeou dom Abdo Arbach, de 60 anos, como arcebispo metropolita de Homs, Hama e Yabroud dos greco-melquitas, na Síria.

Dom Arbach era bispo titular de Palmira e exarca apostólico para os fiéis greco-melquitas católicos residentes na Argentina. Juntamente com a nomeação, o sínodo aceitou a renúncia de Arbach ao exarcado apostólico.

A cidade de Homs, da qual ele será arcebispo, é a mais castigada pela atual onda de violência na Síria. Milhares de fiéis cristãos já fugiram da cidade por causa dos conflitos.

Dom Abdo Arbach nasceu em Yabroud, na Síria, em 1952. Foi ordenado sacerdote na Ordem Basiliana Choueirita em agosto de 1980, no Líbano, por dom Habid Bacha, metropolita de Beirute. É licenciado em Sagrada Liturgia e em Língua e Literatura Árabe pela Universidade Saint Esprit, do Líbano. Em outubro de 2006, Bento XVI o nomeou bispo. Arbach recebeu a ordenação episcopal em fevereiro de 2007 na catedral libanesa de Zahle, das mãos do patriarca greco-melquita Gregório III. Tomou posse do exarcado em março de 2007. Na última assembleia da conferência episcopal, foi reeleito presidente da Comissão das Igrejas Orientais na Argentina.

A arquidiocese de Homs dos greco-melquitas remonta ao século III. Depois de um período de supressão, foi restaurada em 1840. Em 1849, incorporou as Igrejas titulares de Hama e de Yabroud. Tem 30.000 fiéis católicos greco-melquitas, distribuídos em 21 paróquias, cuja atenção está a cargo de 19 sacerdotes diocesanos e 2 sacerdotes religiosos. A arquidiocese conta ainda com 2 diáconos permanentes, 25 religiosas, 5 institutos de educação e 3 institutos de beneficência.

(Trad.ZENIT)