Tal oração tal vida!

Entrevista com Madre Rosângela Maria de Jesus

Brasília, (Zenit.org) Thácio Siqueira | 871 visitas

O “caçula” dos carmelos do Brasil, fundado em 2009, o carmelo Nossa Senhora do Sorriso e Santa Teresinha, da Arquidiocese de Natal – RN, conta com 7 irmãs. “O Rio Grande do Norte era o único Estado do Nordeste Brasileiro que não tinha Carmelo, e então a providência Divina nos chamou para cá”, relata a ZENIT Madre Rosângela Maria de Jesus.

Publicamos a seguir uma entrevista exclusiva com Madre Rosângela:

ZENIT: O que faz com que uma pessoa entre na vida monástica?

Madre Rosângela: Penso que o que faz uma pessoa ingressar na vida monástica é em primeiro lugar um chamado forte de Deus a essa vocação específica, esse chamado à intimidade com Deus não somente para si, mas para o mundo. Estamos no mundo mas não somos do mundo.

ZENIT: Qual é o sentido da vida monástica hoje?

Madre Rosângela: Num mundo tão secularizado, que perdeu valores essenciais, a vida monástica hoje é um testemunho de que Deus e somente Ele é o Absoluto, que “Só Ele nos basta e que tudo passa”(Sta. Madre Teresa de Jesus).

ZENIT: Estar enclausurada é perda de tempo?

Madre Rosângela: Algumas  pessoas no mundo de fato pensam que estar enclausurada é uma perda de tempo, mas não é assim. Vivemos a liberdade atrás das grades, sentimos que estamos tão livres como os pássaros no céu ou como os peixes nos rios e mares. Nossa vida é uma vida de fé, e, como diz Sta. Teresinha só no céu, de fato, nós poderemos ver com bastante clareza até onde nossa oração, nossos esforços  chegaram. E sendo uma vida de fé acreditamos que a oração é alavanca que levanta o mundo(Sta. Teresinha).

ZENIT: Temos um Papa que escolheu um nome monástico para o seu pontificado, Bento XVI. O que tem significado Bento XVI para a espiritualidade monacal?

Madre Rosângela: Nosso Santo Padre, com certeza tem chamado a atenção da Igreja e do mundo para o essencial da vida do ser humano, que a vida monástica desde séculos propaga, que fomos criados para Deus e não podemos ser indiferentes a isso, que a vida do homem é preciosa, e que não podemos viver como se não tivéssemos destino algum. “Nosso refúgio (destino) é o Senhor!”Sl 62,8

O Santo Padre tem apoiado e divulgado a importância da vida monástica para a Igreja e para o mundo. Ele se mostra bastante conhecedor e mais isso, ele vive, é o que mostra com seu testemunho.

ZENIT: A vida de oração é muito complicada?

 Madre Rosângela: Não é complicada, mas exigente. Santa Madre Teresa de Jesus, diz que a oração é um trato de amizade com Aquele que sabemos que nos ama. Sendo assim, um trato de amizade, não pode a vida de oração ser uma complicação, mas um “simples olhar que se lança para o céu, um grito de gratidão e amor”, no dizer de Sta. Teresinha. Nós que fazemos essa experiência assim o cremos e convidamos a todos que experimentem. “Tal oração tal vida!”

ZENIT: Há paz detrás dessas grades ou muros?

 Madre Rosângela: Sim. A paz que vem de Deus, mas também há um contínuo conhecimento de nossa fraqueza e isso é essencial para que haja essa paz, pois é reconhecendo que somos fracos que nos entregamos a Deus e não iremos nos arvorar em ser juízes dos outros.

ZENIT: Qual é a essência de um consagrado?

Madre Rosângela: A essência de um consagrado é a vida de união com Deus, ou seja, uma vida íntima e centralizada Nele. É decidir-se pelo  Evangelho e seguir os passos de Jesus.

ZENIT: Vocês fazem algum trabalho apostólico?

Madre Rosângela: Nosso apostolado é nossa vida de oração pelo mundo. Santa Teresinha foi proclamada pelo Papa Pio XI padroeira das  missões, sem nunca ter saído do Carmelo, isso significa que a Igreja acredita e nos delega a missão da intercessão. Essa é a nossa missão: “no coração da Igreja, minha Mãe, eu serei o amor.”

ZENIT: Como está a preparação para a Jornada Mundial da Juventude 2013?

Madre Rosângela: Estamos preparando-nos para JMJ 2013, com a oração pelos que estão à frente dos trabalhos de preparação e pelos jovens que irão em  busca da Palavra, para que sejam a terra boa que deem muitos frutos para Igreja e para o mundo.

ZENIT: Fale-nos um pouco do seu mosteiro? Vida, número de membros, fundação...

Madre Rosângela: O Carmelo de Nossa Senhora do Sorriso e Santa Teresinha é o caçula do Brasil,foi fundado na solenidade de Nossa Senhora do Carmo em 16/07/2009. Viemos do Carmelo de Teresina-PI. O Rio Grande do Norte era o único Estado do Nordeste Brasileiro que não tinha Carmelo, e então a providência Divina nos chamou para cá.  Somos 7 irmãs, cinco de votos solenes, uma noviça de votos temporários e uma postulante. Estamos em uma casa provisória, adaptada para a nossa vida, enquanto se constrói o nosso mosteiro. Para nossa manutenção recebemos doações e trabalhamos confeccionando paramentos, alfaias, etc. Nossa vida é  muito simples, procuramos  a  fidelidade sempre nova ao nosso carisma que, essencialmente, é a oração e a vida fraterna  pontos importantes que procuramos cultivar dia a dia.

ZENIT: Qual é a espiritualidade que vocês seguem?

 Madre Rosângela: Espiritualidade Mariana, Teresiana (Santa Teresa de Jesus) e Sanjuanista(São João da Cruz), que é viver em obséquio de Jesus e sua Mãe, a Virgem Maria. É uma espiritualidade bem centralizada no Evangelho.

ZENIT: Como os leitores de ZENIT podem ajudar o mosteiro de vocês?

Madre Rosângela: Neste  momento estamos em plena construção de nosso Mosteiro, iremos inaugurar a 1ª etapa da construção no dia 19 de março(Solenidade de São José), mas precisamos continuar a Obra, para receber as vocações. O leitores do zenit poderão nos ajudar com as orações e materialmente com o que dispuserem para a nossa manutenção e construção do Mosteiro.

 Nossa conta para doações:

 Banco do Brasil

Conta corrente: 38.748-7

Agência: 2035-4

Para maiores informações: http://floresdocarmelo.blogspot.com.br/p/carmelo-de-natal.html