"Tempo de renovação": quarenta anos em exposição

A história do movimento carismático, contada em fotografias, documentos e recordações

| 882 visitas

Por Lucas Marcolivio

RÍMINI, segunda-feira, 30 de abril de 2012 (ZENIT.org) - Uma exposição multimídia com recordações de todos os tipos: do primeiro violão de Salvatore Martinez até as bíblias do padre Matteo La Grua, além de filmes e recortes de imprensa, folhetos antigos de convocações, mensagens especiais dos papas. Até a cadeira da primeira reunião em Rímini está presente.

A exposição Tempo de Renovação percorre quatro décadas da Renovação Carismática na Itália, em quatro pavilhões que sintetizam períodos fundamentais: 1972-1987, 1988-1995, 1996-2004 e 2005-presente.

Com curadoria do jornalista Salvatore Mazza, a exposição sobre os quarenta anos da Renovação Carismática na Itália se tornará itinerante e visitará todos os centros italianos do movimento.

"Esta exposição", disse Mazza a ZENIT, "pode ser uma excelente referência futura para ilustrar o que a Renovação fez de bom nestes quarenta anos, tornando-se um dos mais importantes e populares grupos católicos. Tempo de Renovação é um projeto eficaz, com foco no essencial: legendas curtas e incisivas, adaptáveis a pequenos espaços. Eu tenho a esperança de que ela chegue a qualquer cidade italiana, em todos os contextos apropriados".

O título Tempo de Renovação, em palavras do presidente do movimento, Salvatore Martinez, "não se refere apenas ao fato de que este é um momento de renovação da sociedade e da Igreja, como Bento XVI proclamou para os jovens em Sidney, em 2008, mas também porque esta mostra representa quatro períodos históricos marcados por divisores de águas".

Entre os objetos expostos, há capas e recortes de revistas, estolas, casulas e paramentos que pertencem a vários sacerdotes próximos ao movimento, como Dino Foglio, Mario Pancera, Tommaso Beck, Salvatore Cultrera, além de cartazes de encontros e uma vasta gama de fotos. É significativo o espaço audiovisual e fotográfico dedicado às audiências que os papas concederam aos membros da Renovação durante estes quarenta anos: Paulo VI (1975), João Paulo II (1980, 1986, 1991, 1998 e 2002), Bento XVI (2006 e 2007).

Simbolicamente, o último pavilhão traz uma imagem gigante de Bento XVI com o texto "Espero vocês em 26 de maio", dia da audiência em que o Santo Padre receberá os membros da Renovação Carismática italiana.