Terceira congregação geral: a situação atual da Igreja

Cardeais de todos os continentes abordam vários tópicos e se pronunciam por ordem de solicitação de palavra

Cidade do Vaticano, (Zenit.org) | 1288 visitas

Na manhã de ontem, 5 de março, realizou-se a terceira congregação geral dos cardeais, das 9h30 às 12h40, horário de Roma.

Prestaram o juramento sete cardeais recém-chegados: os eleitores Antonio María Rouco Varela, Zenon Grocholewski e Anthony Olubunmi Okogie, e os não eleitores Michael Kitbunchu, Emmanuel Wamala, Eusébio Oscar Scheid e Christian Tumi.

Em total, estiveram presentes 148 cardeais, dos quais 110 são eleitores.

Onze exposições foram feitas por alguns dos purpurados a respeito das atividades da Santa Sé e dos vários dicastérios, bem como sobre as suas relações com os episcopados. Tratou-se ainda da renovação da Igreja à luz do concílio Vaticano II, da situação atual da Igreja e das exigências da nova evangelização no mundo e em cada diferente situação cultural.

Nas 33 apresentações feitas até agora, cardeais de todos os continentes abordaram uma ampla variedade de tópicos. Os cardeais se pronunciam por ordem de solicitação de palavra.

Foi lido o número 37 da constituição Apostólica Universi Dominici Gregis, com as alterações introduzidas pelo recente motu próprio sobre o início do conclave.

O cardeal decano propôs ainda o texto de um telegrama a ser enviado ao papa emérito Bento XVI, que foi aprovado pelos demais cardeais.

Por sua vez, a congregação particular aceitou a proposta de alguns purpurados de realizar uma celebração na Basílica de São Pedro, no Altar da Cátedra, às 17 horas da tarde de hoje, para rezar pela Igreja e pela preparação da eleição do Sumo Pontífice. Os membros do colégio cardinalício foram convidados a participar de acordo com as suas possibilidades.

Na tarde de ontem, 5 de março, começaram os trabalhos na Capela Sistina para a preparação do conclave.

A nota foi divulgada ontem, terça-feira (05), pelo Serviço de Informação do Vaticano (VIS).