«Ternura» e «afeto» a cada pessoa que procura a Igreja

Reunião do Conselho Presbiteral da Arquidiocese de Braga promove reflexão a respeito da iniciação cristã

Braga, (Zenit.org) | 553 visitas

O Conselho Presbiteral da Arquidiocese de Braga se reuniu ontem durante todo o dia, tendo como principal ponto de reflexão a importância de se «promoverem iniciativas de iniciação cristã», nomeadamente no «acompanhamento dos pais que pedem o batismo para os seus filhos» e nas «questões relativas aos padrinhos».

Segundo o padre Luís Marinho, secretário deste importante órgão consultivo, a Arquidiocese está a promover «uma reflexão a respeito da iniciação cristã», que será entretanto publicado e distribuído.

«Pretende-se que o documento resulte de uma reflexão alargada ao nível dos arciprestados e dos diversos departamentos pastorais», acrescentou.

Recordando que o Conselho Presbiteral se debruçou sobre o plano pastoral do próximo ano, que tem como mote a “Fé celebrada”, o padre Luís Marinho abordou ainda as questões levantadas neste âmbito: «a importância da oração e dos percursos de iniciação à oração, quer na dimensão litúrgica, quer na dinâmica da oração e acompanhamento pessoal e também a proposta de retiros, quer ao nível dos arciprestados, quer nos santuários arquidiocesanos».

Ainda a propósito desta temática, foi reafirmada a «centralidade da comunidade em todo o percurso de iniciação cristã», sublinhando-se a importância dos sacramentos serem também «um caminho de iniciação à vida comunitária».

Outra das conclusões que emergiu do Conselho Presbiteral, realizado no centro pastoral diocesano, foi a urgência de «melhorar o aspeto do acolhimento» na Arquidiocese, nomeadamente manifestando «ternura» e «afeto» a cada pessoa que procura a Igreja.

Outro dos assuntos em discussão foi o Fundo “Partilhar com Esperança”, que nasceu precisamente por sugestão deste órgão consultivo há cerca de dois anos, para auxiliar as famílias em dificuldade económica e financeira.

Em 2012, este fundo distribuiu, no total, cerca de 80 mil euros e, nos primeiros três meses de 2013, já apoiou com um valor a rondar os 25 mil euros, o que significa um aumento de pedidos, sobretudo para auxiliar ao pagamento de rendas de casa e contas de luz, água e gás.

O responsável pela gestão deste fundo sublinhou a atitude de alguns senhorios, que, sensibilizados pela situação financeira dos seus inquilinos, acabam por perdoar parte das dívidas. Em sentido contrário, foi feito um lamento quanto à atitude da EDP que, não só não perdoa faturas em atraso, como também aplica sanções como condição para a reativação do fornecimento, algo considerado distante da «atitude de responsabilidade social» que deve demarcar o tecido empresarial.

Durante este encontro, discutiu-se ainda a importância da religiosidade popular e a necessidade de desenvolver uma formação específica para os ministérios litúrgicos.

Recorde-se que, o Conselho Presbiteral reúne duas vezes por ano, tendo como função a auscultação e aconselhamento do Arcebispo no governo da Arquidiocese. Neste conselho têm assento, entre outros, os bispos auxiliares, vigários episcopais, representantes de todos os arciprestados da diocese, bem como responsáveis das diversas vigariarias.

Arcebispo pede «nova mentalidade» aos sacerdotes

Pronunciando-se durante o conselho presbiteral, D. Jorge Ortiga pediu aos sacerdotes «uma nova mentalidade», centrada fundamentalmente na «oração» e na «Lectio Divina».

Para o prelado bracarense, a Igreja só tem futuro se for capaz de apostar «numa séria iniciação cristã».

«Se a iniciação e a formação são o núcleo duro, a constituição de comunidades crentes, talvez com menos cristãos mas mais conscientes nas motivações, é o alerta que o Espírito Santo nos lança nesta hora de mudança», sublinhou.

Terminando a sua intervenção, o Arcebispo renovou o apelo para que se realize «em todas as comunidades» o Dia paroquial ou Interparoquial da Fé, que era um dos objetivos lançados para o presente ano pastoral.

Antes de terminar este encontro, D. Jorge Ortiga fez questão de informar o conselho presbiteral a respeito das finanças da Arquidiocese.

A notícia foi publicada no site oficial da Arquidiocese de Braga: http://www.diocese-braga.pt/