Trabalhador da Cáritas assassinado em Darfur

| 438 visitas

CARTUM, quarta-feira, 20 de junho de 2007 (ZENIT.org).- Um empregado da Cáritas foi assassinado a tiros em seu trajeto de casa ao trabalho no campo de refugiados de Darfur Ocidental, no domingo passado.



O empregado da Cáritas/Action by Churches Together, Adam Adam, trabalhava em um campo para pessoas desabrigadas em Darfur Ocidental.

Quando ia desde sua casa para o trabalho no domingo à tarde, três homens lhe ordenaram que se detivesse. Ao não obedece-los, um dos homens atirou nele três vezes.

A Càritas informa que este assassinato é mais um dentre os muitos ataques nos campos em torno de Zalingei. Desde princípios de junho, cinco residentes dos campos foram assassinados a tiros. Os seqüestros de veículos pertencentes às Nações Unidas e outras organizações internacionais também continuam.

A organização humanitária afirma que a situação de segurança dentro e em torno de Zalingei segue deteriorando-se. Cerca de cem mil refugiados vivem no campo e continuam chegando mais.