Traduzido ao português o livro: "Meu Irmão, o Papa"

Da infância ao pontificado: um tocante relato sobre a vida do papa Bento XVI contado pelo seu irmão Georg Ratzinger

Brasília, (Zenit.org) Thácio Siqueira | 1777 visitas

Recentemente a editora Europa lançou em português o livro entrevista "Meu irmão, o Papa", onde Georg Ratzinger, irmão do Papa Bento XVI, abre uma janela para a sua extraordinária família que, graças à fé inabalável, sobreviveu aos horrores do regime nazista e da guerra. O resultado é um belo retrato da vida de uma família cristã.

Não há quem conheça melhor o papa Bento XVI nem seja mais íntimo dele do que seu irmão Georg Ratzinger.

Dono de memória impressionante, Georg Ratzinger é um exímio contador de histórias, que o jornalista Michael Hesemann enriquece ao contextualizá-las com fatos históricos. "Meu irmão, o Papa" é uma inesgotável fonte de inspiração aos católicos do mundo inteiro. 

"Acredito inclusive que esse relato permite entender melhor até a renúncia anunciada recentemente", disse em entrevista à ZENIT, o editor da obra em português, Mário Fittipaldi. Publicamos a entrevista na íntegra:

ZENIT: Por que trazer a obra "Meu irmão, o Papa" para os leitores de língua portuguesa?
Mario Fittipaldi: Ao tornar-se papa, Joseph Ratzinger ganhou a atenção do mundo e tornou-se uma personalidade de importância historica. Embora Raztinger tenha sido um dos colaboradores principais do carismático papa João Paulo II, sua historia era muito pouco conhecida, ate por seu caráter introspectivo, típico de um intelectual e grande teólogo. Quando li pela primeira vez a edição em francês (o original é em alemão, que serviu de base para a nossa edição brasileira), fiquei impressionado com o relato feito por Georg, seu irmão. Me parece que a oportunidade de conhecer uma grande personalidade, cujas decisões influenciam ações pelo mundo, a partir do olhar de uma pessoa tão próxima pode ser ainda mais interessante do que ler uma autobiografia, por exemplo.  

Editoralmente, nós, da editora Europa acreditamos ainda que a história de Bento XVI, por seu exemplo de fé e devoção, seria uma referência para os brasileiros. Acredito inclusive que esse relato permite entender melhor até a renúncia anunciada recentemente.

ZENIT: Qual relação pode haver entre o Ano da Fé e conhecer melhor a história de vida de Bento XVI?

Mario Fittipaldi: O Ano da Fé instituído por Bento XVI, e que no Brasil foi aberto em 2012, é um período em que o papa conclama os fiéis para meditar e reafirmar sua fé e crença em Deus. O livro tem relação com esse evento na medida em que deixa claro que a fé, em toda a sua plenitude, foi o grande arrimo da família Ratzinger, em especial de Joseph, que desde cedo dedicou sua vida a ser um servo fiel de Deus e da Sua vontade. A fé foi o caminho para que todas as dificuldades que a família enfrentou, desde aquelas oriundas da sua origem humilde até as mazelas sofridas pela Segunda Guerra Mundial, pudessem ser superadas.

ZENIT: O irmão do papa narra algum episódio inédito da vida do papa Ratzinger?

Mario Fittipaldi: O livro narra vários episodios que só ele poderia contar, pois os irmãos Georg e Joseph sempre viveram muito próximos e essa proximidade não se perdeu quando Joseph foi eleito papa. Apesar da distância – Joseph já estava no Vaticano, enquanto que Georg vivia (e vive até hoje) em Regensburg, na Alemanha — ambos se falam quase todo dia e sempre passam as férias juntos. O livro traz vários episódios pitorescos e inusitados da vida do papa e da família, inclusive do tempo em que foram forçados a servir no exército nazista. Mas um de meus preferidos aconteceu quando Joseph, recém eleito papa, fez uma visita à Alemanha e visitou seu irmão, em Regensburg. A governanta de Georg, encarregada do almoço, preparou todo o menu em sua casa, que ficava na mesma rua, mas algumas quadras acima. Quando ia levando tudo à casa de Georg, foi barrada pela polícia, que interditara a rua por questões de segurança. Espirituosa, a governanta não tomou conhecimento da barreira, dizendo "Abram caminho, estou levando a sopa do Santo Padre!". Tanto fez que acabou sendo escoltada para a casa, quando todos puderam ver que ela dizia a verdade!

ZENIT: De toda a vida e aventura dessa família, qual é o momento que mais pode tocar o leitor, na sua opinião? 
Mario Fittipaldi: Eu diria que durante a Segunda Guerra, quando Bento XVI enfrentou as maiores dificuldades. Especialmente porque nunca abandonou a Igreja e sua fé, mesmo tendo de se contrapor à doutrina do Nacional-socialismo. Foram tempos muito difíceis, que Joseph enfrentou com  bravura e a determinação. No entanto, toda a sua vida é tocante. Oriundo de uma família pobre – seu pai era policial na Baviera, no Sul da Alemanha —, sempre enfrentou muitas dificuldades. Mesmo assim, jamais se resignou. Quando decidiu seguir o caminho da Igreja, jamais parou de se dedicar, e o resultado de tanta dedicação e estudo foi que ele acabou galgando todos os degraus até ser eleito papa - de padre a brilhante aluno de teologia, depois mestre, cardeal e, por fim, o pontificado. Vale dizer que o livro, além do relato de Georg, traz 30 fotografias históricas de família, cobrindo os principais momentos da vida de Bento XVI.

ZENIT: Qual a sua sensação e a da equipe que te ajudou depois de ter traduzido essa obra ao português?

Mario Fittipaldi: Temos a consciência de que o livro é importante documento histórico, que retrata a vida de uma das mais importantes personalidades da Igreja dos últimos séculos e sabemos que esse registro é muito significativo para a comunidade católica no Brasil e também para não católicos, pelos exemplos de fé incondicional.

ZENIT: Houve algum lançamento oficial no Brasil? Há uma busca? Onde adquirir o livro?

Mario Fittipaldi: Não houve um lançamento formal. Mas o livro está disponível nas principais livrarias do País. Também pode ser adquirido diretamente na Editora Europa, pelos telefones  (11) 3038-5050 (Grande São Paulo) ou  0800-8888-508 (outras localidades, ligação gratuita), ou ainda pelo site www.livrariaeuropa.com.br. O preço sugerido é de R$ 39,90. O livro está disponível também em versão eletrônica (e-book) para iPad e IPhone (via iTunes ou pelo aplicativo iBooks) e para dispositivos Kindle (no site www.amazon.com.br), por US$ 9,99.