Três «pês» necessários para realizar uma peregrinação

Segundo o cardeal Cormac Murphy-O’Connor

| 834 visitas

LOURDES, segunda-feira, 20 de agosto de 2007 (ZENIT.org).- «Prece», «Penitência», «Perseverança»: nestes três «pês», o cardeal Cormac Murphy-O’Connor sintetiza as condições para levar a cabo proveitosamente uma peregrinação.



Assim quis declarar, dando as boas-vindas, em 23 de julho passado, à maior peregrinação de sua arquidiocese, Westminster, ao santuário mariano de Lourdes.

Neste ano, mais de 1.200 peregrinos da circunscrição católica britânica viajou ao santuário francês, mais de quinhentos deles pela primeira vez, sublinha uma nota do arcebispado de origem.

Esta peregrinação diocesana de 2007, dirigida pelo cardeal Cormac Murphy-O’Connor, somou aos fiéis os quatro bispos auxiliares e mais de cinqüenta sacerdotes.

No início de seu itinerário peregrino, a diocese de Westminster ofereceu sua oração pelos 26 peregrinos poloneses que haviam morrido na véspera em um acidente perto de Grenoble, depois de ter estado em diversos santuários marianos, entre outros, no de Lourdes.

«Lourdes é um lugar muito especial porque permite aos católicos redescobrir como orar – reconheceu. Lourdes é um lugar onde podeis permanecer serenos e escutar.»

«Rogo para que possais encontrar tempo para estar sossegados e escutar Deus, e desta forma aprofundar em vossa vida de oração», sublinhou.

Quanto à «penitência», recordou que o tema de Lourdes deste ano se centra «na reconciliação com Deus e com os demais».

«Isso dá a todos nós a oportunidade, em nossas vidas, de deixar aquilo que nos afasta de Deus», animou.

Neste contexto, o purpurado enfatizou na importância do Sacramento da Reconciliação: «Lourdes proporciona um momento a todos para ir à Confissão e expressar ante Deus o que nos perturba, aquilo de que precisamos libertar-nos».

E pode ser fácil seguir o Senhor um dia, ou uma semana, ser-lhe fiéis por um curto período, «mas estamos chamados a ser fiéis a Deus dia após dia, semana após semana e ano após ano», apontou o arcebispo de Westminster.

«Rogo para que todos vós tenhais a fé e a perseverança de prosseguir em vosso amor a Cristo e em vossa fé n’Ele», acrescentou.

No ano que vem se celebrará o 150º aniversário das aparições da Virgem Maria em Lourdes a Bernadette Soubirous. Desde 1858, o rio de peregrinos e visitantes ao lugar mariano não deixou de crescer. Calcula-se seis milhões de visitas anuais.

A eles se acrescentará em 2008 a de Bento XVI, por ocasião das próximas celebrações.

O ano jubilar das aparições começará em 8 de dezembro de 2007, festa da Imaculada Conceição, e terminará em 8 de dezembro de 2008, com o lema «Vinde beber da fonte e lavar-vos!».

Site oficial do jubileu: www.lourdes2008.com.