Tudo pronto para o encontro dos outros

As chamadas novas formas de vida consagrada se reúnem em Roma

Roma, (Zenit.org) Redacao | 392 visitas

Faltam poucos dias para que os “outros” se encontrem em Roma. É com esse termo que são conhecidos na Igreja os institutos e associações de vida consagrada com reconhecimento pontifício ou diocesano, que receberam a aprovação canônica ou que estão a caminho de recebê-la.

Não são ordens nem congregações religiosas, nem sociedades de vida apostólica que abrangem vários estados de vida. São as “outras formas de vida consagrada”: é sob esta denominação que elas são agrupadas pelo Anuário Pontifício. Seu denominador comum é o fato de seus membros viverem em comunidade, inclusive em grupos mistos de homens e mulheres.

Essas “outras formas de vida consagrada” foram fundadas com um carisma específico, estendem-se em âmbito nacional ou mundial e seus membros trabalham para ganhar o pão e manter a comunidade e suas obras.

Abrindo caminhos

Para facilitar o conhecimento mútuo e o aprofundamento nos aspectos próprios desses carismas, acontece em Roma, de 17 a 18 de maio, o II Encontro de Novas Formas de Vida Consagrada, convocado pela Equipe de Coordenação composta por membros de vários institutos de direito pontifício reconhecidos como “outras formas de vida consagrada” pela Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e Sociedades de Vida Apostólica.

De acordo com os organizadores, o evento quer suscitar uma reflexão “sobre a identidade comunitária própria e o seu lugar na Igreja, compartilhando a riqueza de dons recebidos, em grata resposta à inspiração dada pelo Espírito Santo aos seus fundadores e fundadoras”.

O tema desta edição do evento será “Abrindo caminhos: elementos comuns das novas formas de vida consagrada” (teológicos e canônicos).

Primeiros resultados

O I Encontro ocorreu em 4 de junho de 2011, com o tema “Abrindo caminhos: consagração, comunhão e missão”. Esta abordagem “expressa as três realidades que, intimamente relacionadas entre si, constituem a vida consagrada em todas as suas formas; ao mesmo tempo, manifesta o chamado a abrir novos caminhos na Igreja diante das mudanças radicais que vivemos e da resposta a uma nova evangelização”.

Conforme as informações recebidas pela redação de Zenit, a primeira iniciativa teve bom acolhimento, com a participação de 22 instituições procedentes de 11 países: Itália, Espanha, França, Polônia, Hungria, Panamá, Peru, Argentina, Estados Unidos, Filipinas e Austrália.

É interessante constatar que os delegados participantes estarão em Roma desde a véspera do encontro do papa com os movimentos apostólicos, neste domingo, 19. Os movimentos apostólicos, muitas vezes, foram canais para o surgimento de “novas formas de vida consagrada”.