TV por satélite difunde o cristianismo no Oriente Médio

SAT-7, com 8 milhões de telespectadores em 19 países

| 1769 visitas

CAIRO, quarta-feira, 16 de junho de 2010 (ZENIT.org) – SAT-7, um canal de televisão cristão via satélite que cobre o Oriente Médio e o norte da África, aumentará suas transmissões graças ao apoio da associação caritativa católica internacional Ajuda à Igreja que Sofre (AIS).

O escritório britânico da organização financiou uma segunda etapa de projetos para proporcionar os equipamentos necessários para o estúdio de SAT-7 no Cairo (Egito), permitindo produzir mais programas.

O apoio de AIS ajudará a melhorar a qualidade das transmissões da rede – que compreende noticiários, debates, música e ficção –, para aumentar a ligação entre os cristãos e favorecer uma colaboração mais estreita com pessoas de outras religiões.

Rachel Fadipe, diretora executiva da SAT-7 no Reino Unido, explicou a importância de aumentar as transmissões ao-vivo, afirmando que “permitem a verdadeira interação com os telespectadores”.

“Desde o início, falávamos em unir as Igrejas em sua diversidade, mostrar que podem ter unidade”, declarou Kurt Johansen, diretor executivo do escritório europeu de SAT-7.

Johansen recordou que, “no Oriente Médio, a TV por satélite é o melhor meio de comunicação”; “mais da metade dos habitantes do Oriente Médio obtém imagens por satélite e cada dia mais assistem à televisão, mais que qualquer outra parte do mundo”.

As transmissões por satélite, além disso, não estão sujeitas às restrições aplicadas à literatura cristã em alguns países do Oriente Médio, como na Arábia Saudita.

Além do crescente número de programas ao-vivo, as transmissões da SAT-7 incluem soap opera relativos a temas cristãos e filmes baseados em personagens bíblicos, além de concursos sobre as Escrituras e um comentário semanal do líder copta-ortodoxo Shenouda III.

SAT-7 transmite cinco canais 24 horas, que chegam a quase 8 milhões de telespectadores em 19 países.