Um abraço entre jesuítas

Superior geral da Companhia de Jesus visita o papa Francisco

Roma, (Zenit.org) | 1205 visitas

Quatro dias depois da eleição para o pontificado, o Santo Padre Francisco, primeiro papa jesuíta da história, recebeu neste domingo, 17 de março, o superior geral da Companhia de Jesus, pe. Adolfo Nicolás, na Casa Santa Marta, dentro do Vaticano.

"A convite pessoal do papa Francisco, fui às 17h30 até a Casa Santa Marta, residência onde estavam hospedados os cardeais durante o conclave", escreveu Nicolás em um breve relato, publicado em vários idiomas no site da revista América. "Ele estava na entrada e me recebeu com o costumeiro abraço que é tradição entre os jesuítas".

Durante o encontro, o novo Sumo Pontífice mostrou novamente a sua grande simplicidade. "Diante das minhas desculpas por não conhecer o protocolo, ele me repetia para manter com ele a mesma atitude que eu tenho com qualquer jesuíta, chamando-o de ‘você’, sem me preocupar com títulos como Santidade ou Santo Padre", contou o superior geral.

O pe. Nicolás ofereceu ao novo pontífice "todos os recursos da Companhia de Jesus, já que, em seu novo posto, ele vai precisar de conselhos, ideias, pessoas, etc. Ele me demonstrou a sua gratidão e, quando o convidei para nos visitar na cúria generalícia e almoçar conosco, disse que vai com prazer".

"Houve plena comunhão de espírito sobre vários dos temas discutidos e eu estou convencido de que vamos trabalhar muito bem juntos no serviço da Igreja, em nome do evangelho", disse o padre Nicolás, que descreveu o encontro como "caracterizado pela serenidade, alegria e compreensão harmoniosa do passado, do presente e do futuro".

"Saí da Casa Santa Marta com a certeza de que vai valer a pena colaborar plenamente com ele na Vinha do Senhor", disse Nicolás ao encerrar seu relato.

"Ele me ajudou a colocar o sobretudo e me levou até a porta. Lá eu recebi saudações adicionais da Guarda Suíça. E mais um abraço, uma boa maneira de encontrar e me despedir de um amigo".