Um ano de peregrinação da Cruz e do Ícone da JMJ no Brasil

Símbolos da Jornada Mundial da Juventude enriquecem a evangelização

| 957 visitas

ROMA, terça-feira, 18 de setembro de 2012(ZENIT.org) – Ao concluir a Missa de envio na Jornada Mundial da Juventude (JMJ) em Madrid, Bento XVI anunciou que a seguinte JMJ seria na cidade do Rio de Janeiro e disse: "Antes de nos despedirmos e depois que os jovens da Espanha entregarem aos do Brasil a cruz das Jornadas Mundiais da Juventude, como Sucessor de Pedro confio a todos aqui presentes esta grande tarefa: levem o conhecimento e o amor de Cristo por todo mundo".

Há um ano em peregrinação pelo Brasil os símbolos da JMJ ajudam os jovens a cumprir a missão confiada por Bento XVI. “Já experimentamos um enriquecimento da evangelização no Brasil, através da passagem dos Símbolos da Jornada. Uma forte perspectiva de esperança e de um futuro melhor são transmitidos a todos quando a Cruz e o Ícone de Nossa Senhora passam por locais de sofrimento e exclusão. Presídios, casas de recuperação de dependentes químicos, orfanatos, praças públicas onde vivem usuários de drogas, todos se sentem acolhidos pelo mistério da Cruz de Cristo”, afirma padre Toninho, assessor nacional da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude e responsável pela peregrinação dos Símbolos, em notícia divulgada pelo site Rio2013.com.

A cruz de madeira de 3,8 metros foi construída e colocada como símbolo da fé católica, perto do altar principal na Basílica de São Pedro durante o Ano Santo da Redenção (Semana Santa de 1983 à Semana Santa de 1984). No final daquele ano, depois de fechar a Porta Santa, o Papa João Paulo II deu essa cruz como um símbolo do amor de Cristo pela humanidade. Quem a recebeu, em nome de toda a juventude, foram os jovens do Centro Juvenil Internacional São Lourenço, em Roma.

Padre Toninho, destaca, também, que a presença do Ícone Mariano leva um alento aos que sofrem. “Em cada local, a presença maternal da Virgem Maria deixa uma marca que impressiona e que conduz à Sagrada Escritura. Em muitos locais, com a passagem dos sinais, vimos o fortalecimento da Lectio Divina”.

O ícone de Nossa Senhora, “Salus Populi Romani”, uma cópia contemporânea de um antigo e sagrado ícone encontrado na primeira e maior basílica para Maria a Mãe de Deus, no Ocidente, Santa Maria Maior, foi entregue aos jovens em 2003 pelo Papa João Paulo II como um segundo símbolo de fé para ser levado pelo mundo, acompanhando a cruz da JMJ.

MEM