Um companheiro jesuíta foi o tradutor do Papa na Coréia

É o padre John Chong Che-chon, 57 anos, teólogo coreano que fala fluentemente o espanhol e o italiano

Roma, (Zenit.org) Redacao | 377 visitas

Durante toda a viagem apostólica à Coreia do Sul, o Papa Francisco teve ao seu lado um companheiro jesuíta como tradutor. É o padre Jonh Chong Che-Chon, 57 anos de idade, conforme revelado pelo jornal The Korea Times.

Padre John Chong foi nomeado pela Santa Sé, após o pedido para a ordem religiosa fundada por Santo Inácio de Loyola de ter como intérprete para o Pontífice um sacerdote coreano que se expressasse fluentemente em espanhol e italiano.

E Padre Chong provou que era a figura perfeita tendo um diploma de bacharel e um doutorado na Espanha, especializando-se em teologia espiritual, antes da ordenação sacerdotal ocorrida em 1996.

O jesuíta encontrou o Pontífice na quinta-feira com a sua chegada ao aeroporto internacional de Seul-Incheon, e acompanhou-o até a aeronave que levava de volta a Roma. De fato, foi uma das últimas pessoas a despedir-se do Papa, que, em gratidão, abraçou-o com muito carinho.